TEATRO DE BONECOS DR. BOTICA

drboticaTREM_DE_NINGUEMO Teatro de Bonecos Dr. Botica e a Fundação Cultural de Curitiba em parceria com a Associação Paranaense de Teatro de Bonecos realiza sua programação de férias entre 30 de Junho e 31 de Julho de 2011.

Com a idéia de “Um Espetáculo Diferente Todo o Dia”, se promove a produção artística do Teatro de Bonecos Paranaense, com uma grande diversidade de espetáculo e técnicas, em uma grande mostra.

Outro diferencial é que a programação, que vai de Quinta a Domingo, e sempre dez minutos antes de cada sessão há a tradicional Janela do Teatro, onde os bonequeiros apresentam pequenos números para toda a plateia.

 

SERVIÇO:

Teatro de Bonecos Dr. Botica

Shopping Estação – Av. Sete de Setembro, 2775 | Fone: 3323-7881 – Curitiba/Pr.

De 30/06 a 31/07 | Sessões as 15 e 17hs

Ingressos R$: 15,00 e 7,50 (estudantes, idosos e crianças de até 5 anos)

 

 

Contato TEATRO:

Gisele – Coordenação Teatro Dr. Botica (41) 3323-7881 | gjakemiv@fcc.curitiba.pr.gov.br

 

Eduardo – Produção APRTB (41) 9623-6796 |

aprtbonecos@gmail.com

 

CONTATO PARA ENTREVISTAS:

Élcio Di Trento – Presidente APRTB (41) 9166-5764 | elcioditrento@hotmail.com

 

 

PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

 

Quinta | 30/06

Chapeuzinho Vermelho

Uma atriz abre o espetáculo interagindo com a platéia e estimulando-a à uma participação divertida e inteligênte.

A contadora de histórias toca uma sanfona e conta sobre Charles Perrault… Ele nasceu do outro lado do mar… Neste momento é trabalhada a questão espacial geográfica sobre países e linguas diferentes.

Durante o espetáculo, a atriz retorna à cena, sempre interferindo ao vivo na apresentação dos bonecos. Ela serve de elo de integração entre espectadores e conteúdos abordados.

A desobediência da menina e sua crença nas mentiras do lobo, são tratadas como forma de conscientização sobre o bem e o mal.

Concepção: Simone Kobachuk

 

 

 

 

 

 

Sexta | 01/07

drboticaMONTANDO_LOBATOMontando Lobato

O universo do livro apresentado na forma de um jogo teatral onde a plateia interage diretamente com as personagens do espetáculo, como co-autores da história.

O ator, contador de histórias, utiliza objetos e fantoches, tendo como cenário um grande livro. Provoca e convida o público a mergulhar no universo de Monteiro Lobato. Juca, menino sonhador, inventor de histórias! Depois de adulto torna-se um grande escritor, Monteiro Lobato, que encontra nas lembranças de sua infância, sua criatividade e seu imaginário! Um grande livro guarda as personagens dessa história: as ilustrações, na forma de bonecos, surgem de dentro do livro e surpreendem a plateia.    

Concepção: Élcio Di Trento

 

Sábado | 02/07

Na Fazenda das Meias

O espetáculo traz uma divertida história apresentada com bonecos feitos de meias e materiais recicláveis, num cenário poético.

A história é simples, traz a luta do bem contra o mal, com o bem vencendo no final através da sabedoria do elemento mais velho. Traz também uma pequena história de amor, com desfecho feliz. A história enfatiza o valor da amizade e das brincadeiras infantis, leva a criança a uma identificação com seu universo e a redescoberta do seu cotidiano.

Ânima Teatro de Bonecos

Autor: Marian Costa

Direção: Neiva Figueiredo e Mozart Machado

Elenco: Marian Costa e Rafael Loureiro

Concepção Cênica: Mozart Machado

Projeto Cenográfico: Edson Naindorf

Bonecos: Neiva Figueiredo

Adereços: Edson NaindorfRosângela Machado, Andrigo Souza, Mércia Naindorf                   

Iluminação: Luiz Nobre

Trilha Sonora: Ulisses Galleto

Fotografia: Sérgio Vieira

Vídeo: Warly Ribeiro

 

Domingo | 03/07

Pai do Mato

Um dos preferidos do público. Apesar da temática que desenvolve é indicado para crianças em geral, à partir dos 2 anos de idade, face ao seu visual e desenvolvimento suave, mas envolvente.
Pai do mato é um espetáculo que, ludicamente, explora conteúdos ambientalistas importantes. O mito do Curupira, protetor da natureza, é explorado com o fim de levar a platéia a se preocupar com a preservação. Proteger a natureza é proteger a natureza humana. As crianças torcem pelo herói do bem, o herói que nunca destrói, nem mesmo o inimigo. Apenas o assusta. Nosso herói luta pela natureza com vida e alegria.

 

TEXTO/PESQUISA: Manoel Kobachuk, Evaldo Barros

PRODUÇÃO: NeivaFigueiredo

DIREÇÃO: Manoel Kobachuk

CENOGRAFIA: Márcio Innocenti

ELENCO: Pedro Kobachuk, Rafael Loureiro

FIGURINOS: Cláudio Miiller

BONECOS: Manoel Kobachuk, Jorge Miyashiro, Luciana Aliberti

TRILHA ORIGINAL: Ulisses Galetto, Grace Torres

 

Quinta-feira | 07/07

A Mala e os Cartões

Uma mala todos conhecem,
Tem mala de todos os tipos,
e são usadas para muitas finalidades.
Pode-se guardar roupas, lembranças,
recordações do passado….
Na mala o bonequeiro guarda
bonecos, poesias, emoções,
sonhos e fantasias de muitas histórias.
A mala e os cartões
são muitas histórias que são
organizadas em cartões
Daí o nome do espetáculo.
Uma mala, 15 bonecos, 10 histórias,
10 cartões, que numerados para que a platéia
possa escolher qual a história que quer assistir.

Ficha Técnica:

Grupo: Faz de Conta Curitiba – Paraná

Concepção e manipulação: Odílio Malheiros

 

Sexta-feira | 08/07

15hs – Antenor e o Boizinho Voador

É a aventura do pequeno Antenor que parte em busca do sonho de voar, com seu amigo boizinho surubim, conquistando espaços e estrelas, enfrentando perigos e encontrando personagens deste mundo fantástico, como o macaco caxinguelê e a ave advinha. O sonho continua no amanha e na alegria de perceber-se criança que brinca e que constrói seu próprio mundo.
Elenco: João Andirá
Autores: João Andirá e Bruno S. Santana.
Direção, cenário e figurinos: João Andirá

 

drbotica0117hs – Homem Palco – Títeres Kapote

 

O ator utilizando uma estrutura chamada Homem palco, faz uso da linguagem de manipulação de luvas adaptada aos Contos de Fadas.Turfã, personagem contador de histórias,conta através de seus bonecos e suas brincadeiras com o público,a comovente história do Principe Sapo,adaptada dos Contos dos Irmãos Grimm,diverte e encanta a todos que tem oportunidade de ver.

 

Direção – Ator e manipulador- Tarcisio Alencar

Figurinos e bonecos – Dayse Nery

Cenário – Alecsander Mattos

Idealização – Marcello Andrade dos Santos

 

Sábado | 09/07

Baé

Baé se propõe a tratar de histórias e cantigas populares adaptadas ao teatro de animação. Conta a trajetória de um personagem, Baé e de suas histórias que são cantadas e de canções que são contadas com o uso de diferentes formas de animação. O contador vai fazendo desfilar através de objetos, bonecos de sombra, de vara e de balcão os personagens e as ações dos contos em um jogo em que a platéia é parte fundamental com sua cumplicidade pois o jogo se estabelece com ela de forma direta. A manipulação se faz às claras com a audiência assistindo toda a animação e o desenrolar do texto.

 

Criação e Atuação: Itaercio Rocha

Músico: Gabriela Bruel

Produção e Iluminação: Eduardo Schotten

 

Domingo | 10/07

Traquinagens

Traquinagens é um espetáculo realizado através de uma técnica pouco utilizada no Brasil, a pantomima de animação, indicado crianças de todas as idades.

O seu desenvolvimento enfoca o cotidiano de um pequeno “clown”, e de um ratinho explorando situações naturais do universo de uma criança, sua curiosidade, seus medos, suas conquistas, seu lúdico, suas fantasias, etc.


Ficha Técnica:

Criação e Direção: Alejandro Dominguez

Produção: Cia7art

Cenografia: Márcio Innocenti

Manipulação: Alejandro Dominguez

Trilha Sonora: Pedro Sicuro

Iluminação: Luiz Nobre

Designer: Maria Del Rosário

Fotografia: Sérgio Vieira

 

Quinta-Feira | 14/07

Tito e Seu Cãozinho

Esta obra enfoca as divertidas e poéticas aventuras do menino Tito e seu cãozinho Golias no dia a dia, na tentativa de conseguir realizar uma surpresa para a sua mãe, que são contadas através de bonecos da técnica de luva, vara e manipulação direta. A trilha sonora e o texto são executados ao vivo, o que possibilita um desempenho mais dinâmico ao jogo titiritesco.

Todos os elementos que compõem o espetáculo têm significado e participação dramática no desenvolvimento da história, resultando inúmeras surpresas inesperadas, que envolvem o espectador. 

O objetivo é fazer com que o pequeno, médio e grande espectador se encantem com o brinquedo e vivenciem de uma forma tranqüila e gostosa a experiência de “As Aventuras de Tito e seu Cãozinho”.
 

Ficha Técnica

Texto e Direção: Bernardo Sicuro Kobachuk

Elenco: Bernardo Sicuro kobachuk, Adonias Roberto

Cenografia e Adereços: Márcio Innocenti

Figurinos: Cláudio Miiller

Criação e Confecção de Bonecos: Bernardo Sicuro Kobachuk
Cenotécnico: Edson Naindorf
Iluminação: Luiz Antonio Nonato Nobre
Trilha Sonora: Ulisses Galetto 
Design Gráfico e Fotografia: Pedro Sicuro Kobachuk

 

Sexta-feira | 15/07

Adamastô

Um amor não correspondido causa a tragédia na vida de um rapaz, que se encanta, para sempre, nas profundezas do mar. Tudo se passa em uma vila de pescadores e em alto mar, no tempo atual. Trata-se de uma tragédia, em forma de história de encantado, dessas que podemos encontrar pelo Brasil afora. O Mundaréu pretende apenas contar uma história, recheada de várias outras histórias dentro dela, como uma brincadeira em outra, uma ciranda no fandango, um mundaréu na vila de pescadores e esta no mundaréu. Adamastô uma suíte não de pescadores, mas uma suíte de encantos e amores.

 

Texto: Itaercio Rocha

Direção: Manoel Kobachuk

Elenco: Itaercio Rocha, Melina Mulazani e Thayana Barbosa

Produção: Eduardo Schotten

 

Sábado | 16/07

Trem de Ninguém

Dois meninos tentam fazer seu trem andar. Mas ao que parece, somente uma aventura poética, engraçada e divertida aciona as engrenagens desse Trem de Ninguem. Elogiada peça do grupo Simples Suspiro, recebeu o 1º lugar no Edital de Formas Animadas de 2005, da Fundação Cultural de Curitba, com destaque para o “timing” e os improvisos dos atores manipuladores Bernardo Grillo e Jorge Miyashiro.

Cia. Simples Suspiro.

Texto e concepção: Olga Romero.

Direção: Bernardo Grillo.

Atuação: Bernardo Grillo e Jorge Miyashiro.

Bonecos e adereços: Bernardo Grillo, Jorge Miyashiro e Luciana Miyashiro

Técnica: Luva e marote.

 

Domingo | 17/07

Ludicamente

Num clima circense, a partir de uma sugestão que teria sido deixada numa carta, Ludicamente fala da possibilidade que cada um tem de fazer seu próprio circo, acertando e errando como no circo da vida.
Uma atriz com seus bonecos, sombras e formas animadas, procura atingir o objetivo com poesia e humor.

Cia Simples Suspiro
Texto, direção e interpretação: Olga Romero
Cenografia, figurino e maquiagem: Olga Romero
Criação e realização de bonecos e sombras: Bernardo Grillo, Monica Marcón e Olga Romero
Máscara de Palhaço Azul: Luis Mello
Sonoplasta/Iluminador: Bernardo Grillo
Música: Nino Rota

 

Quinta-feira | 21/07

Labirinto do Mundo

Uma bela e misteriosa mulher, lindamente vestida, sentada em um banquinho de costas  para o público abre uma caixinha de música e observa as pessoas através do espelho… É a narradora que conduz a história e apresenta a trajetória de um “ser mágico” que se transforma constantemente assumindo formas diversas: de semente em flor, de flor em estrela – para viver no alto – de estrela em peixe – para fazer amigos no mar –  de peixe em pássaro – para ser livre – até enfim se tornar um homem. Um ser humano, repleto de desejos, e que ao final anseia ser apenas uma nuvem e fazer chover, para encher o mar, os rios e fertilizar a terra. Terra em que brotam as sementes que se tornam novamente flores, num círculo infinito que compreende toda a vida do planeta.

Direção e texto: Cristine Conde
Elenco: Alessandra Flores
Designer Sonoro: Ary Giordani
Cenário: Adriana Madeira
Produção: Michelle Porto

 

Sexta-Feira | 22/07

O Pequeno Solitário

Espetáculo que conta a historia de uma família de pescadores da ilha da cotinga, no Paraná. O único filho do casal, para aliviar a dor da solidão, faz amizade com um caranguejo. Esta amizade faz do menino a criança mais feliz do mundo. Até que a escassez de peixe obriga o pai a perseguir seu amigo para poder matar a fome da família, provocando assim uma ação de aventura e conflito. Espetáculo que se utiliza de bonecos de vara no seu desenvolvimento cênico. Premiado no Festival de Angra dos Reis – Prêmio Clorys Daly 2008.

 

Ficha técnica:
Texto e direção: Joelson Cruz
Direção de Manipulação: Cleydson Nascimento
Elenco: Alisson Freyer, Guto Scheremeta, Juliane Souto, Helena Veiga
Bonecos: Tadica Veiga, Kátia Piccoli e Sandra de Souza 
Cenário: Kátia Piccoli
Iluminação e sonoplastia: Lucas Mattana e Cleydson Nascimento
Foto: Cleydson Nascimento
Produção: Cia dos Ventos
Faixa etária: Livre

 

Sábado | 23/07

O Coelho e a Tartaruga

Uma adaptação criativa e divertida sobre a fábula de Esopo e La Fontaine “A Lebre e a Tartaruga”. Os animais vivem tranqüilos na floresta até que situações de perigo começam a quebrar a sua harmonia: incêndio, desmatamento, etc. Todos se sentem em perigo, menos o coelho que credita sua tranqüilidade a sua habilidade e velocidade. Suas declarações são cada vez mais repetidas que começam a assumir característica de arrogância, incomodando os outros animais. Uma pacata, mas segura tartaruga, resolve desafiá-lo para uma corrida. No final vitória da Tartaruga, fruto de sua inteligência e planejamento, em confronto ao excesso de confiança e displicência do Coelho.

 

Texto original: Esopo

Adaptação do texto, direção, bonecos, figurinos e cenografia: Claudio  Miiller

Elenco: Claudio Miiller e Edson Naindorf

Fotografia: Juliane Stanczyk

Cenotécnico: Edson Naindorf

Light designer: Luiz Nobre (Carioca)

Operação de Luz: Antonio José de Souza (Tony)

Trilha Sonora e design gráfico: Pedro Kobachuk

 

Domingo | 24/07

O Caminho das Histórias

Onde nasceram as histórias? O espetáculo parte desta pergunta e viaja por alguns paises onde os atores Guga Cidral e Tina de Souza contam as histórias com muitos adereços, bonecos, cantigas e festa. São quatro histórias.

A CIA. SONORA desenvolve um trabalho de pesquisa voltado para o teatro popular, com forte influência da Comédia Dell’Arte. Suas principais características são: a valorização da dramaturgia brasileira e a junção de várias linguagens, utilizando consecutivamente bonecos, música ao vivo, arte circense e sobretudo levando o teatro às ruas e a lugares de difícil acesso como comunidades rurais, entre outros espaços.

 

Elenco: Tina de Souza e Guga Cidral

Músicos: Beto Collaço e Rodrigo Fonseca

Iluminação: Luiz Nobre (Carioca)

 

Quinta | 28/07

Zac e a Máquina do Tempo

Zac é um garoto irrequieto e inteligente. Um dia, fugindo de um valentão, ele entra no laboratório do Professor, que acaba de criar sua maior invenção: a máquina do tempo! É claro que Zac, desastrado, liga a máquina e acaba indo para várias épocas no tempo, causando muita confusão. Ele encontra Colombo no descobrimento da América, descobre uma terrível ameaça no futuro da humanidade e acaba até dando de cara com um dinossauro na pré-história. Zac é um espetáculo com muita ação para crianças de todas as idades.

Cia de Artifícios Teatrais

Texto, atuação, direção e trilha: Sergio Rezende Del Giorno

Bonecos e empanada: Jorge Miyashiro

Pintura: Luciana Aliberti Miyashiro

 

 

 

Sexta-feira | 29/07

Homem Palco Conta Lendas Brasileiras

Trata-se de um palco literalmente instalado no próprio ator, equipado com bonecos e mini cenários numa apresentação lúdica que ainda é acompanhada de música ao vivo.O HOMEM PALCO CONTA A LENDA DO CURUPIRA, DA MULA SEM CABEÇA E DO NEGRINHO DO PASTOREIO. Recheado de músicas e bonecos criados para este espetáculo, os artistas envolvem o público por completo, que participa e interage durante a apresentação aprendendo através das LENDAS que devemos PROTEGER O MEIO AMBIENTE E OS ANIMAIS.

 

Marcello Karagozwk : Ator e Diretor

Paulo de Nadal: Músico

Luiz Roberto Meira Direção de Produção.

Rose Mary Matias E Luciana Zen : Costureiras

 

Sábado | 30/07

A História de um Cão

Trata-se de um espectáculo de marionetas de fios onde o protagonista é um cão que vive em um casebre com sua dona. Como todos os cães, adora brincar e ladrar o tempo todo. Corre atrás das galinhas, procura restos no caixote de lixo e anda às turras com o gato. De noite, quando sua dona está a dormir, ladra e incomoda toda gente. É a história de um cão que vive procurando confusão! Concebido sem palavras o espectáculo é destinado ao público de todas as idades.

 

Roteiro/história original: Beto Hinça

Marionetas, adereços e cenários: Beto Hinça

Música “A história de um cão”: Gil Gabriel e Beto Hinça

Assistente de direção: Evaldo Barros

 

Domingo | 31/07

Assim Será

Tudo era normal lá em Santa Clara do Lampião, as crianças iam para a escola enquanto os pais trabalhavam. Só tinha um detalhe, mínimo, insignificante, que deixava tudo com cara de esquisito e diferente: lá, o dia era escuro como a noite, e quando era dia era noite também. Os mais velhos diziam que lá sempre foi assim e que assim será até o fim.

Num certo dia noite uma trupe de artistas de circo chegou a cidade, e fizeram o seu grande show. Após muito tempo de apresentação e já muito cansados, perceberam que lá não amanhecia nunca, era sempre escuro. E assim, preparam um grande número de equilíbrio que nunca haviam feito antes, para tentar trazer o sol de volta para a cidade.

 

Direção e Produção: Eduardo Schotten

Roteiro adaptado: Pâmela Dias

Elenco: Ivan Araújo e Pâmela Dias:

Confecção de Cenário: Edson Naindorf

Concepção de Bonecos: Edson Naindorf, Ivan Araújo e Eduardo Schotten

    Author: Redação

    Share This Post On

    2 Comentários

    1. rWVFF5 Thanks-a-mundo for the article.Thanks Again. Keep writing.

    2. v2BnD7 Thanks a lot for the blog.Really looking forward to read more. Really Cool.

    Trackbacks/Pingbacks

    1. hbuygtduijkohgytrihguteytu - Title... [...]below you’ll locate the link to some internet sites that we consider you'll want to visit[...]...

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *