Show no Paiol mistura cultura árabe e ritmos brasileiros

A cantora Thamires Tannous lança seu primeiro álbum “Canto para Aldebarã” no Teatro do Paiol, dia 18 de julho (sexta-feira), às 21h. Com proposta singular dentro do cenário musical do país, o show mistura elementos da cultura árabe – como melodias, letras e percussão – com ritmos brasileiros. O disco conta com 11 músicas que retratam a história da cantora sul mato-grossense, desde sua descendência libanesa até a influência da música de seu estado.

As canções do CD possuem letras que falam de amor, natureza e vida moderna e as composições passeiam por pandeiros e derbaks, violões e violinos, acordeons e guitarras, djembes e daffs. Nove são de autoria de Thamires em parceria com importantes letristas, como Luiz Tatit, Kleber Albuquerque, Estrela Leminski e Tiago Torres da Silva. A produção e os arranjos do trabalho ficaram nas mãos do músico Dante Ozzetti, que já trabalhou com nomes como Itamar Assumpção, Duofel, Ceumar e Ná Ozzetti, entre outros.

Essas misturas fazem do show algo inédito. O espetáculo conta com a participação de grandes músicos, como Ivan Vilela, Toninho Ferragutti, Sérgio Reze, Ricardo Herz, William Bordokan e do próprio Dante Ozzetti, que acompanham a cantora nos espetáculos e dão sua contribuição no disco.

A artista

Nascida em Campo Grande (MS), Thamires Tannous teve seu primeiro registro musical aos dois anos, em um vídeo onde se apresentava com uma vassoura na mão e pede silêncio da plateia. O primeiro contato com algum instrumento foi aos 4 anos, no piano da mãe.

Pouco tempo depois, Cristina Neivock a iniciou nos estudos e ensinamentos. Nessa época participou de pequenos festivais. Paralelamente a isso, foi regida, por cinco anos, pelo maestro português Victor Diniz, com quem teve aulas de violino e fez parte da Orquestra Jovem e Clássica, onde descobriu sua vocação para cantar.

Junto com suas primeiras músicas gravadas, veio a decisão de estudar em um colégio de São Paulo. Optou pela publicidade e atuou em uma grande empresa. Porém, em 2008, Thamires conheceu o produtor Nikk Gutierrez e o baixista Peter Mesquita. O incentivo que ambos deram a seu talento e as oportunidades que surgiram, fizeram a artista tomar a decisão de sair do escritório e prestar faculdade de música. Outra pessoa importante nessa trajetória foi Ruriá Duprat (filho do maestro e compositor Rogério Duprat), que a indicou para ter aulas de canto com Tutti Baê, preparadora vocal do programa Ídolos e autora de três livros sobre o assunto.

Em 2010 resolveu viajar pela Europa, onde aflorou novamente a vontade de fazer música. Thamires então ingressou na faculdade Souza Lima & Berklee. Participou do festival Botucanto, interpretando a música “Baião de Um”, de Peter Mesquita, Daniel Conti e Cris Affalo. A música deu aos compositores o troféu de Aclamação Popular e a Thamires o prêmio de melhor intérprete do evento. Já 2012 foi o ano da música “Rio-Coração”, canção de sua autoria com parceria de Peter Mesquita e Edson Penha. Com ela ganhou o terceiro lugar no Botucanto e o prêmio de Melhor Arranjo no Festival de Música de Sorocaba.

Serviço:

Show e lançamento do CD “Canto de Aldebarã”, da cantora Thamires Tannous
Local: Teatro do Paiol (Praça Guido Viaro, s/n – Prado Velho)
Data: 18 de junho de 2014 (sexta-feira), às 21h.
Ingressos: R$ 25

 

    Author: Redação

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *