Saiu a lista dos 21 finalistas do Prêmio São Paulo de Literatura 2015.

Promovido pelo Governo do Estado, a edição 2015 do Prêmio São Paulo de Literatura anunciou os 21 finalistas da disputa. São 10 obras concorrendo ao prêmio de R$ 200 mil, na categoria Melhor Livro de Romance do Ano; sete disputarão R$ 100 mil, na categoria Melhor Livro de Romance do Ano – Autor Estreante com mais de 40 anos; e quatro estão concorrendo a $ 100 mil, na categoria Melhor Livro de Romance do Ano – Autor Estreante com menos de 40 anos. Os escritores são oriundos de 10 estados brasileiros.

 

Com valor total de R$ 400 mil em gratificação, o Prêmio São Paulo de Literatura é o maior do País em valor individual e tem como principais objetivos incentivar a produção literária de qualidade, apoiar e valorizar novos autores e editoras independentes, além de incentivar a leitura, por meio da promoção de bate-papos dos finalistas com o público.

 

 

FINALISTAS

 

 

MELHOR LIVRO DE ROMANCE DO ANO 2014

 

Alberto Mussa – A Primeira História do Mundo (Record)

 

Antônio Xerxenesky – F (Rocco)

 

Chico Buarque – O Irmão Alemão (Companhia das Letras)

 

Cristovão Tezza – O Professor (Record)

 

Estevão Azevedo – Tempo de Espalhar Pedras (Cosas Naify)

 

Evandro Affonso Ferreira – Os Piores Dias da Minha Vida Foram Todos (Record)

 

Heloisa Seixas – O Oitavo Selo (Cosac Naify)

 

João Anzanello Carrascoza – Caderno de um Ausente (Cosac Naify)

 

Silviano Santiago – Mil Rosas Roubadas (Companhia das Letras)

 

Socorro Acioli – A Cabeça do Santo (Companhia das Letras)

 

 

MELHOR LIVRO DO ANO DE ROMANCE – AUTOR ESTREANTE + 40 ANOS

 

Eliana Cardoso – Bonecas Russas – (Companhia das Letras)

 

Elisa Lucinda – O cavaleiro de nada, Fernando Pessoa (Record)

 

Heliete Vaitsman – O Cisne e o Aviador (Rocco)

 

Micheliny Verunschk – Nossa Teresa – Vida e Morte de uma Santa Suicida (Patuá)

 

Míriam Leitão – Tempos Extremos (Intrínseca)

 

Rodrigo Garcia Lopes – O Trovador (Record)

 

Vanessa Maranha – Contagem Regressiva (Selo Off Flip)

 

 

MELHOR LIVRO DO ANO DE ROMANCE – AUTOR ESTREANTE ATÉ 40 ANOS

 

André Viana – O Doente (Cosac Naify)

 

Caio Yurgel – Samba sem Mim (Saraiva | Benvirá)

 

Débora Ferraz – Enquanto Deus Não Está Olhando (Record)

 

Mariana Portella – O Outro Lado da Sombra (Rocco)

 

 

 

Todos os livros finalistas ficam à disposição para empréstimo na Biblioteca de São Paulo, localizada no Parque da Juventude e Biblioteca Parque Villa-Lobos. O SISEB (Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas), gerido pela Secretaria da Cultura do Estado, estimulará as bibliotecas municipais e comunitárias integrantes do sistema em todo o estado, a ter os livros em seus acervos e divulgá-los à comunidade.

 

Ao todo, 215 livros entraram na competição: 111 de autores veteranos e 104 de autores estreantes. Esta edição contou com um aumento de 40% nas inscrições em comparação ao ano passado, quando 153 livros disputaram o prêmio – 67 obras na categoria “Melhor Livro” e 86 obras de Autores Estreantes.

 

A ênfase no romance é uma característica do Prêmio São Paulo de Literatura desde sua criação, em 2008, inspirado no britânico Man Booker Prize. Atualmente, ele é executado em parceria com a organização social SP Leituras.

 

Júri inicial e Curadoria

Como nos anos anteriores, o júri inicial foi composto por 10 profissionais ligados à área do livro e da leitura, incluindo livreiros, editores, escritores, acadêmicos e críticos. Os jurados foram: Gênese Andrade da Silva, Jorge Mattos Brito de Almeida, José Luiz Chicani Tahan, Maria da Aparecida Saldanha, Maria Rita Sigaud Soares Palmeira, Michel Laub, Mirhiane Mendes de Abreu, Regina dos Anjos Fazioli, Ricardo de Medeiros Ramos Filho e Sandra Regina Ferro Espilotro.

 

Já os curadores do Prêmio têm, dentre outras, a responsabilidade de compor os o corpo de jurados (inicial e final) e avaliar se os livros inscritos atendiam ao regulamento do concurso. Os curadores desta edição do Prêmio são Lígia Fonseca Ferreira, Marcia Elisa Garcia de Grandi, José Castilho Marques Neto, Pierre André Ruprecht e Samuel de Vasconcelos Titan Junior.

 

O júri final, que escolherá os três vencedores, será formado por cinco profissionais do meio literário a serem escolhidos pela organização do Prêmio.

 

Para conhecer a biografia dos escritores, entre no site www.premiosaopaulodeliteratura.org.br .

 

 

Sobre o Prêmio São Paulo de Literatura

Criado em 2008 pelo Governo do Estado de São Paulo, o Prêmio São Paulo de Literatura é uma forma de valorizar a produção literária, estimular novos autores e incentivar a leitura. Hoje, está entre os prêmios literários de maior visibilidade no País e vem ajudando a divulgar obras e autores que acabam por se tornar destaques no cenário nacional.

 

Desde que foi criado, o Prêmio teve participação de mais de 1.200 livros e premiou 16 romances, contribuindo de forma decisiva para dar visibilidade não só às obras vencedoras, mas também aos trabalhos finalistas. Ele é realizado em parceria com a organização social de cultura SP Leituras.

 

Edições anteriores

Na edição 2014 do Prêmio, venceram Ana Luisa Escorel, com Anel de Vidro (Melhor Livro do Ano), Verônica Stigger, autora de Opisanie Swiata (Autor Estreante +40) e Marcos Peres, com O Evangelho Segundo Hitler (Autor Estreante -40). Grandes nomes da literatura nacional já venceram outras edições do Prêmio, tais como Cristóvão Tezza (O Filho Eterno), Ronaldo Correia de Brito (Galiéia), Raimundo Carrero (Minha Alma é Irmã de Deus), Tatiana Salem Levy (A Chave de Casa), Rubens Figueiredo (Passageiro do Fim do Dia), Daniel Galera (Barba Ensopada de Sangue) e Bartolomeu Campos de Queirós in memoriam (Vermelho Amargo).

 

 

    Author: Redação

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *