Restauração da Secretaria Municipal de Cultura de Londrina fica para 2012

O edital de licitação para o restauro do prédio da Secretaria Municipal de Cultura de Londrina pode ser publicado ainda neste mês. Após ter anunciado em maio a paralisação das obras devido à quebra de contrato com a empresa LSP Engenharia, a prefeitura deve retomar as obras somente no início de 2012.

De acordo com o secretário municipal de Cultura, Leonardo Ramos, o contrato foi interrompido pois a empresa não tinha capacidade técnica para o serviço de restauração. “Houve um bom senso em parar o processo, que poderia gerar riscos para as adequações do prédio, que é uma construção da década de 1960”, comentou.

Questionado sobre a demora no processo de uma nova licitação, o secretário disse que o departamento, apesar de ser uma secretaria, não possui competência de fiscalização e encaminhamento de licitação. “Dependemos de toda uma máquina pública, como a secretaria de Obras, Gestão Pública, por exemplo, paradar continuidade aos processos. Mas estamos trabalhando com uma série de situações, bem melhores amarradas, para dar sequência à essa parte mais técnica”, disse.

Ele reforçou que apesar do tempo em que a obra que ficou parada, aguardando nova empresa para restauração, a secretaria destinou seguranças do Grupo Force e da Vigilância para monitorar o local. Ainda foram colocados tapumes para evitar que o prédio fosse invadido por moradores de rua ou pessoas que adentrassem a unidade.

Ramos ainda disse que funcionários realizam inspeções regularmente para verificar a existência de materiais que acumulam água, possíveis focos de mosquito da dengue. “Não foi encontrado nada ali. Estamos acompanhando essa questão também. Há entulhos sim no local, mas que não podem ser removidos por uma questão da própria restauração. São tanques de areia, pastilhas, coisas que poderão ser utilizadas para as reformas. O prédio é da década de 1990 e queremos manter ao máximo suas características”, afirmou.

Ele confirmou que há um preocupação em encontrar uma empresa especializada no ramo. “Nós estamos fazendo uma solicitação junto aos clubes de engenharia, com o pessoal do patrimõnio público. Essa seria a primeira restauração na cidade”, disse.

O secretário municipal de Gestão Pública, Fábio Realli, estava em reunião e não pode atender a reportagem de odiario.com para comentar sobre a data de lançamento do edital.

Fonte

Author: Redação

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *