Ouça “História Hoje” 15/07: Roqueiro Ian Curtis completaria 60 anos nesta sexta

ian-curtis

Há exatos 60 anos, em 15 de julho de 1956, nascia em Manchester, Inglaterra, Ian Curtis, um dos músicos mais influentes do rock.

Apresentação Gláucia Gomes

 

Ainda muito jovem, Ian já demonstrava talento para a composição de músicas e poesia, e embora tenha frequentado a escola, não tinha interesse pela formação acadêmica.

 

Em um anúncio de procura por músicos, Ian conheceu Bernard Sumner e Peter Hook. Os três recrutaram o baterista Stephen Morris. O quarteto, inicialmente chamado Warsaw, logo mudou o nome para Joy Division, em 1978.

 

Com a persistência de Ian Curtis, a banda conseguiu um contrato de gravação com a hoje lendária gravadora Factory Records.

 

Durante as apresentações do Joy Division, Ian Curtis dançava em uma estilo totalmente original. Movimentando-se freneticamente, deixava a plateia confusa se estava mesmo em uma dança ou tendo uma convulsão. O fato é que Curtes sofria de epilepsia, e por vezes chegou a ter ataques em pleno palco, tendo que receber atendimento médico no local.

 

Influenciado por Jim Morrison, Lou Reed, Iggy Pop e David Bowie, Ian Curtis cantava com um timbre grave, que fazia sua voz parecer de uma pessoa bem mais velha do que ele.

 

Suas letras falam sobre dor emocional, morte, violência, alienação e degeneração urbana. Considerado um dos melhores poetas do rock, Curtis foi fortemente influenciado por escritores da geração beatnik, como William Burroughs.

 

A última apresentação ao vivo de Ian Curtis aconteceu no dia 2 de maio de 1980, na Universidade de Birmingham. Nas primeiras horas da manhã do dia 18 de maio, dias antes do início da primeira turnê do Joy Division nos Estados Unidos, Ian Curtis se enforcou em sua cozinha, utilizando uma corda que sustentava o varal de roupas. Ele tinha 23 aos de idade.

 

Muitas são as especulações sobre o suicídio do artista. Alguns conhecidos afirmaram que ele simplesmente queria morrer jovem. Outros salientam que Ian já era conturbado em sua adolescência, e se sentia farto do mundo e da sociedade em que vivia.

 

A revista inglesa New Musical Express elegeu a canção Love Will Tear Us Apart como a melhor música já escrita nos últimos 60 anos.

 

A obra de Ian Curtis deixou um legado no rock. A influência da poesia e do estilo de dançar no palco influenciaram muitos vocalistas. No Brasil, Renato Russo era admirador confesso de Ian Curtis.

itaipu log

História Hoje: Programete sobre fatos históricos relacionados às datas do calendário. Vai ao ar pela Rádio Brasil Cultura de segunda a sexta-feira.

 

    Author: Redação

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *