Ouça “História Hoje” 15/05: Construção da Ferrovia Madeira-Mamoré teve início há 135 anos

O sonho de se construir uma ferrovia contornando o trecho encachoeirado do Rio Madeira, surgiu em 1870

O sonho de se construir uma ferrovia contornando o trecho encachoeirado do Rio Madeira, surgiu em 1870

Os primeiros encontros para debater a construção de uma ferrovia em plena floresta Amazônica aconteceram por volta de 1868. Mas foi somente depois de firmado um tratado entre Brasil e Bolívia, em 15 de maio de 1882, que foram abertas as primeiras picadas no meio da selva; para colocação dos trilhos da ferrovia Madeira-Mamoré.

Apresentação Carmen Lúcia

ANTES DE OUVIR O ÁUDIO DESLIGUE O SOM DA RÁDIO BRASIL CULTURA NO TOPO DA PAGINA

Os inúmeros perigos da floresta e a dificuldade em levar máquinas e matéria-prima para o coração da Amazônia transformaram a construção em um berçário macabro de lendas.

 

O começo da primavera de 1873, trazia para a região a beleza e o perfume de suas primeiras flores. Mas também enfeitavam as despedidas e a saudades de centenas de famílias que choravam seus mortos.

 

Uma parte expressiva dos mais de 20 mil trabalhadores, de cerca de 50 nacionalidades diferentes foram vítimas de doenças tropicais. E não foi por acaso que os 366 quilômetros de trilhos – que ligariam Porto Velho a Guajará-Mirim –,  ficariam conhecidos como a  “Ferrovia da Morte”.

 

Logo ganhou força o mito de que nada, nem ninguém, conseguiria terminar a ferrovia, mesmo com todo o dinheiro do mundo.

 

Nesta época, o “Diário do Grão Pará”, em Belém, fortalecia o discurso popular de que os que se atrevessem a subir o Madeira voltariam  “flagelados pela peste”.

 

Para contornar o problema, o sanitarista Oswaldo Cruz foi contratado para visitar o canteiro de obras e levar o saneamento básico para a região. Ainda assim, os homens desertavam aos borbotões.

 

O mito virou fato e verdade, por anos. E toneladas de equipamentos e materiais foram destruídos pela ação do tempo. Mas o governo brasileiro queria que o projeto fosse finalizado, para poder transportar o valorizadíssimo ouro branco – o látex extraído dos nossos seringais.

 

Durante 40 anos, as obras começaram e foram interrompidas por três vezes.   A estrada só foi finalizada pelo grupo do empresário norte-americano Percival Faquhar. A ferrovia foi oficialmente inaugurada em 1º de agosto de 1912.

 

Em 2005, o Iphan – Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional –, tombou parcialmente a Ferrovia Madeira-Mamoré.  A estrada de ferro, as locomotivas e os galpões onde funcionavam o museu e a antiga oficina da ferrovia estão sendo revitalizados pelos governos federal e municipal.

 

Até hoje, há lendas que dizem que os fantasmas dos trabalhadores mortos podem ser vistos sentados nos trilhos.

 

 

História Hoje: Programete sobre fatos históricos relacionados às datas do calendário. Vai ao ar pela Rádio Brasil Cultura de segunda a sexta-feira

    Author: Brasil Cultura

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *