Ouça “História Hoje” 05/10: Inventor que patenteou cinematógrafo morreu há mais de seis décadas

lumiere

62 e dois anos morria, em Lyon, na França, Auguste Marie Louis Nicholas Lumière, considerado um dos pais do cinema.

Apresentação América Melo

ANTES DE OUVIR O ÁUDIO DESLIGUE O SOM DA RÁDIO BRASIL CULTURA NO TOPO DA PAGINA

Auguste Nicholas Lumière e seu irmão Louis Jean Lumière, inventaram uma máquina de filmar e projetar películas fotográficas.

 

Apesar do invento ter sido atribuído aos irmãos franceses, há registros de que a máquina fora inventada por Léon Bouly no ano de 1892, mas ele teria perdido o registro na patente.

 

Nicholas e Louis, que eram filhos de um fotógrafo e fabricante de filmes fotográficos, patentearam então o invento três anos depois.

 

Auguste e Louis eram engenheiros e se dedicavam à atividade cinematográfica produzindo alguns documentários curtos. Esses filmes eram destinados à promoção do invento, embora acreditassem que o cinematógrafo fosse apenas um instrumento científico sem futuro comercial.

 

A apresentação do invento ao público com uma projeção de um documentário ocorreu a 28 de dezembro de 1895 na primeira sala de cinema do mundo, o Eden, em La Ciotat, no Sudeste da França.

 

Entretanto, o sucesso do cinematógrafo só aconteceu anos depois, no Grand Café, de Paris com a apresentação de dez filmes. O evento foi precedido de uma grande campanha publicitária, seguida da venda de ingressos.

 

O sucesso empolgou os irmãos Lumière, que começaram a divulgar o aparelho no mundo inteiro, visitando cidades como Bombaim, Londres e Nova Iorque.

 

Os documentários tiveram uma forte influência na cultura popular da época. Mostravam a chegada de um trem à estação da Ciotat: filmes da atualidade, o almoço do bebê, além de alguns esboços cômicos.

 

Também são atribuídas aos irmãos Lumière o primeiro processo de fotografia colorida, conhecido como autocromo; a placa fotográfica seca, a fotografia e o cinema em relevos.

História Hoje: Programete sobre fatos históricos relacionados às datas do calendário. Vai ao ar pela Rádio Brasil Cultura de segunda a sexta-feira.

    Author: Claudio Ribeiro

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *