Ordem do Mérito Cultural 2010

Merito Cultural MinCMinC abre inscrições para a indicação de nomes à mais alta condecoração da Cultura brasileira. O Ministério da Cultura está com inscrições abertas para receber indicações dos nomes que serão agraciados com a Medalha do Mérito Cultural de 2010. A cerimônia deste ano terá como tema central o antropólogo Darcy Ribeiro, considerado um dos mais notórios intelectuais brasileiros, que deixou trabalhos na área da Educação, Antropologia e Sociologia.

Qualquer pessoa pode apresentar sugestões para a seleção dos indicados a receberem as medalhas do Mérito Cultural. A lista dos condecorados será avaliada por uma Comissão Técnica composta por gestores do Ministério da Cultura, antes de ser encaminhada ao Conselho da Ordem do Mérito Cultural. O Conselho da OMC é formado pelo ministro da Cultura, que o preside na qualidade de Chanceler, e pelos ministros de Estado das Relações Exteriores, da Educação e da Ciência e Tecnologia.

As sugestões podem ser enviadas ao site do Ministério da Cultura até o dia 31 de julho, mediante o preenchimento do formulário específico disponível no endereço eletrônico do MinC, ou por correio, após downloand do documento, endereçado ao Coordenador Executivo da Ordem do Mérito Cultural, Assessor Especial do Ministro da Cultura, Daniel Merli.

Criada em 1995 pelo Ministério da Cultura, a ordem do Mérito Cultural é entregue, anualmente, pelo presidente da República e pelo ministro da Cultura, em reconhecimento às realizações de personalidades, grupos artísticos, instituições e iniciativas que mais contribuíram para o cenário cultural do país.

Neste ano, a solenidade da Ordem do Mérito Cultural será realizada no dia 10 de novembro, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Desde sua criação até hoje, já foram entregues mais de quatrocentas condecorações a personalidades nacionais e estrangeiras.

Darcy Ribeiro

Antropólogo, escritor e político brasileiro que se notabilizou por trabalhos realizados nas áreas da Antropologia e da Educação. Foi um dos fundadores da Universidade Nacional de Brasília (UNB), no início dos anos sessenta, tendo sido seu primeiro reitor. Também foi o idealizador da Universidade Estadual do Norte Fluminense .

Quando era vice-governador do Rio de Janeiro, durante a administração Leonel Brizola (1983/1987), planejou e implantou os Centros Integrados de Ensino Público (Cieps), projeto pedagógico de assistência em tempo integral às crianças, incluindo atividades recreativas e culturais, além do ensino formal. Foi também ministro-chefe da Casa Civil no governo do presidente João Goulart e senador pelo estado do Rio de 1991 até sua morte.

Ao falecer, em 1995, deixou uma vasta obra literária publicada, composta por mais de 30 títulos. Pertenceu à Academia Brasileira de Letras (ABL), ocupando a cadeira de nº 11, que tem por patrono Fagundes Varela.

    Author: Redação

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *