O adeus a Neyde Thomas

Agosto amanhece chorando. Curitiba e o Brasil tristes com a notícia da morte, hoje cedo, da soprano Neyde Thomas. Foi uma das grandes cantoras líricas brasileiras, com carreira de sucesso aqui e lá fora, onde integrou o elenco da Deutsche Oper, em Berlim. Lá, fez, entre tantas outras coisas, uma “Traviata” de sonho regida por Lorin Maazel, da qual há gravações piratas que testemunham o belo timbre, a expressividade da voz e a técnica, da qual também dão testemunho as gerações de alunos que formou ao lado do marido, o barítono Rio Novello. Quem teve a oportunidade de frequentar a casa deles em Curitiba, para uma  conversa, impressionaria muito o clima familiar, com alunos reunidos em volta da mesa do almoço.  Com certeza os  olhos cheios de lágrimas, esboçaria um sorriso, enquanto ela ouviria emocionada sua Traviata. Primeiro, Benito Maresca, agora Neyde Thomas. Ano difícil para a ópera brasileira.

O velorio está sendo realizado na Igreja Batista no bairro do Bacacheri na capital paranaense

Author: Redação

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *