Nomeado por Ana de Hollanda, presidente da Casa de Rui Barbosa deixa cargo

O cientista político Wanderley Guilherme dos Santos pediu para deixar o cargo de  presidente da Fundação Casa de Rui Barbosa, quase dois anos após ser nomeado  pela então ministra da Cultura, Ana de Hollanda (2011-12).

A exoneração foi publicada  no “Diário Oficial da União” hoje. O atual diretor-executivo da fundação, Hélio  Oliveira Portocarrero de Castro, assumirá interinamente o cargo de presidente da  fundação.

Wanderley  Guilherme chegou à instituição depois que o sociólogo Emir Sader, primeira opção
para o cargo, teve a nomeação cancelada após chamar Ana de Hollanda de “meio  autista” –a declaração foi feita em entrevista à Folha de S.Paulo, em 2011.

“Ele era idenficado com a  Ana de Hollanda. Surpreendentemente, saiu a defender a Ana, que era  indefensável”, afirmou Sader, que frisou não ter acompanhado a gestão do  cientista político à frente da instituição.

Wanderley Guilherme disse que a decisão de deixar o  cargo não tem razões políticas, mas sim acadêmicas –ele quer retomar sua  pesquisa sobre oligarquias no Brasil.

“Não gosto e não tenho talento para administrar. Queria  sair desde junho de 2012, mas fiquei a pedido da Ana, e de depois da Marta (Suplicy, atual ministra da Cultura), até que coisas como licitações e um  concurso para servidores estivessem encaminhados”, disse.

Segundo o cientista  político, tanto Ana de Hollanda como Marta Suplicy foram atenciosas com as demandas da Fundação Casa de Rui Barbosa, autarquia voltada para a pesquisa e a
conservação de acervos de intelectuais brasileiros.

Author: Redação

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *