Morre, aos 72 anos, Orival Pessini

orival-pessini_copy

Morreu, na madrugada desta sexta-feira (14), Orival Pessini, criador do Fofão, Patropi e Sócrates. O ator e humorista de 72 anos lutava contra um câncer no baço e estava internado havia duas semanas no Hospital São Luiz, em São Paulo. Ele também teve um câncer na garganta, do qual já estava recuperado.

 

Orival Pessini iniciou sua carreira no teatro. Sua estreia na televisão aconteceu no programa infantil “Quem Conta Um Conto”, na TV Tupi, em 1963. Na década de 70 interpretou os macacos Sócrates e Charles, do “Planeta dos Homens” (Globo). Estreou, em 1988, no humorístico “Praça Brasil”, da Band, com o personagem Patropi – que levaria mais tarde para os programas “Escolinha do Professor Raimundo” (Globo), “A Praça é Nossa” (SBT) e “Escolinha do Barulho (Record)”.

 

O personagem Patropi, interpretado pelo ator Orival Pessini, e sua versão mirim durante as gravações do programa “Escolinha do Barulho”

Orival criou o Fofão no programa “Balão Mágico” (Globo). O boneco fez tanto sucesso que, com o fim do programa, ganhou seu próprio programa: “TV Fofão” (Bandeirantes), no qual apresentava quadros humorísticos e desenhos animados.

A cantora Simony, que iniciou sua carreira artística ainda na infância ao lado de Pessini, no “Balão Mágico”, se despediu do ator. “Hoje é um dia tão triste, mas tão triste porque eu acabo de perder meu amigo, meu boneco que fez tanto minha alegria e a de muitas crianças. Orival Pessini eu te amo. Vai com Deus, meu amigão. Meu eterno Fofão”, escreveu ela em seu perfil do Instagram.

 

Jair Oliveira, que também participou do “Balão”, disse em que o ator e humorista sempre estará na lembrança do público: “Orival Pessini mora no melhor lugar de nossas almas, pois conquistou espaço cativo em nossa infância e em nossos sorrisos. E quando alguém chega a estes lugares, alcança também a lembrança eterna. Certamente jamais nos esqueceremos de seus incríveis personagens, de seu talento grandioso e de sua imaginação cativante. Seja através do símio barbudo e divertido do ‘Planeta dos Homens’, do simpático ‘hippie’ boa-praça de cabelos cacheados, do ‘apatralhado’ extraterrestre bochechudo que encantava crianças e adultos, ou de tantas outras inesquecíveis criações, Pessini garantiu brilho intenso no sorriso de cada admirador.  Em meu sorriso, ele brilha exageradamente em todos os dentes!  Brilhe mesmo; brilhe sempre, meu bom e querido amigo.”

 

Em sua página oficial no Facebook, Pessini foi homenageado com um texto. “Pessini, como o chamávamos, fez várias gerações de brasileiros sorrirem com seus personagens. Ele realizou o impossível e criou uma maneira única, criativa e bela de se expressar como artista: era o homem de mil faces”, dizia a publicação

    Author: Claudio Ribeiro

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *