Mocidade Alegre é bicampeã do Carnaval de São Paulo

A Mocidade Alegre, presidida por Solange Cruz Bichara Rezende e fundada em 24.set.1967, foi consagrada bicampeã do Carnaval de São Paulo. A escola, que fica no bairro do Limão, na zona norte de São Paulo, foi a terceira a desfilar no sambódromo do Anhembi na madrugada de domingo. Este é o nono título da história da escola.

A escola venceu por critério de desempate no quesito Enredo.
O enredo foi “A Sedução Me Fez Provar, Me Entregar à Tentação… Da Versão Original, Qual Será o Final?” mostrou que os pecados podem levar ao céu, e não ao inferno.

Rosas de Ouro ficou em segundo lugar.

No ano passado, a Mocidade Alegre conquistou o título de campeã, após uma confusão que interrompeu a apuração do Carnaval de São Paulo. A agremiação desfilou com enredo baseado no livro “Tenda dos Milagres”, de Jorge Amado, para tratar de temas como a escravidão e a cultura afro-brasileira e foi a única a tirar nota 10 em todos os quesitos.

A bi campeã do Carnaval de São Paulo, a escola de samba Mocidade Alegre foi a terceira a se apresentar no segundo dia de desfiles do Grupo Especial da capital.

Situada na Zona Norte da capital paulista, a Mocidade buscou o bicampeonato com o complexo enredo “A sedução me fez provar , Me entregar à Tentação… Da versão original, Qual será o final?”. Tanto a letra do samba quanto as próprias alegorias e fantasias misturavam inúmeras referências culturais, que iam desde contos infantis até os conceitos de sedução e tentação.

Composta por cerca de 3,5 mil integrantes, cinco carros alegóricos e 25 alas, a agremiação teve à frente da bateria Ritmo Puro a rainha Aline Oliveira.

 

Author: Redação

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 4 =