Ministra conhece projetos culturais do AM

ana amEm visita a Manaus, a ministra da cultura, Ana de Hollanda, e o presidente da Fundação Nacional das Artes (Funarte), Antonio Grassi, estiveram no Palacete Provincial na noite desta quarta-feira (1o) para conhecer alguns resultados dos projetos contemplados pelo edital 2010 Microprojetos Mais Cultura – Amazônia Legal. Os projetos foram apresentados pelo próprios integrantes, com dança, músicas e vídeos.

O Secretário de Cultura do Estado, Robério Braga e o governador do Amazonas em exercício, José Melo, também estiveram no local.

Ao iniciar seu discurso a ministra fez questão de cumprimentar a cantora amazonense Márcia Siqueira, lembrando de como conheceu seu trabalho e das expectativas que criou  sobre o talento da cantora. “Eu vi aquela menina ali, ninguém sabia do poder da voz dela”, resumiu.

A ministra foi breve, e falou da importância de investir e valorizar os trabalhos da região amazônica.

“Estamos primeiro contemplando esses projetos, mas temos a intenção de lançar a terceira edição do Amazônia Legal,mas agora não sabemos exatamente quando”, falou a ministra sobre a possibiliade de ser lançado outro edital.

Como forma de saudar e abençoar Ana de Hollanda, um grupo de adeptos do candomblé cantaram em volta dela. Representantes do Coletivo Difusão aproveitaram a oportunidade para entregar a ‘Carta da Cultura Amazônica’.

De acordo com o secretário de cultura, 12 municípios do Estado do Amazonas somaram 88 microprojetos contemplados em 2010. “Através da Funarte, 1,3 milhão está sendo distribuído com uma média de 35 salários minímos para cada programa”, informou Robério Braga.

Para Robério Braga, a importância da contemplação desses projetos da região amazônica vai além do patrocínio. “Eles não estão só patrocina ou financiando projetos, eles estão reconhecendo valores de Manaus, Maués, Manacapuru, Itacoatiara, Tabatinga, entre outros”.

Após a cerimônia de abertura, o coral infantil do grupo Claudio Santoro fez uma apresentação cantando ‘Aquarela’, de Toquinho. Os grupos, que vieram de outros municípios, realizaram aspresentações de seus microprojetos com dança, música e vídeos.

Author: Redação

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *