MinC nega demissão de Ana de Hollanda

O Ministério da Cultura (Minc) divulgou uma nota oficial nesta sexta-feira (21) desmentindo uma eventual demissão da ministra Ana de Hollanda. A informação havia circulado na internet a partir de uma mensagem postada no Twitter pelo sociólogo Emir Sader.

Por volta das 17h, ele publicou em seu microblog que o PC do B, partido do ministro do Esporte, Orlando Silva, poderia perder a pasta para ocupar o Ministério da Cultura. Segundo a mensagem, Ana de Hollanda seria demitida para dar lugar à deputada federal Jandira Feghali (PC do B-RJ).

Em nota, a assessoria de comunicação do Minc informa que “em nenhum momento houve contato do Palácio do Planalto no sentido da saída ministra Ana de Hollanda da pasta. Tampouco a ministra colocou o seu cargo à disposição”.

A mensagem sobre a substituição de Ana de Hollanda foi rebatida pela própria Jandira Feghali, também via Twitter. Ela disse que a informação é fruto de “intriga” e “boataria”.

“Não é momento de boataria o momento é sério. Estamos unidos em torno de @OrlandoSilva_jr”, postou a deputada cerca de meia hora depois, em resposta ao sociólogo.

Ligado ao PT, Emir Sader perdeu a indicação para presidir a Fundação Casa de Rui Barbosa, subordinada ao Minc, no início deste ano depois de criticar Ana de Hollanda. Em entrevista ao jornal “Folha de S.Paulo”, ele chamou a ministra de “meio autista”. Depois, em nota, disse que discordava “frontalmente” das posições assumidas pela pasta.

Author: Redação

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *