Jabuti desclassifica três livros

Livros estavam em desacordo com o regulamento

Os finalistas do Jabuti foram anunciados na última quarta-feira e na sexta a lista já tinha sofrido mudanças. Deixam de concorrer por estarem em desacordo com o regulamento: As horas de Katharina (Record), de Bruno Tolentino, na categoria Poesia; O outono da Idade Média (Cosac Naify), de Johan Huizinga, na categoria Tradução; e Itinerário de uma falsa vanguarda (Editora 34), de Antonio Arnoni Prado, na categoria Teoria e Crítica Literária. Em comunicado, a Câmara Brasileira do Livro disse que “lamenta a equivocada aceitação das inscrições e se compromete a adotar providências no sentido de que o erro não se repita, incluindo maior ênfase na divulgação dos itens restritivos das inscrições e reforçando a importância da plena consciência dos participantes sobre o regulamento”. Agora, estão no páreo: Dois (É Realizações), de Érico Nogueira, na categoria poesia; Estranho interlúdio (Edusp), de Alipio Correia de Franca Neto, na categoria Tradução; e Coleção Ciranda da Poesia (Eduerj) em Teoria e Crítica Literária.

Author: Redação

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *