Inscrições para vídeos com melhores histórias do Brasil.

Com parceria do Ministério da Cultura e patrocínio da Petrobras, aberta as inscrições para a 5ª edição do concurso nacional Revelando os Brasis, do Instituto Marlin  Azul, que transforma em filmes as melhores histórias contadas por brasileiros.
O Canal Futura e  a TV Brasil são parceiros  do projeto.

Moradores de qualquer cidade do país com até 20 mil habitantes, maiores de 18 anos,  podem participar do concurso que, nas quatro edições anteriores, selecionou 160   histórias. Na edição deste ano há mais 30 histórias que serão transformadas em  vídeos. As inscrições se estenderão até 30 de setembro.

A coordenadora do projeto e diretora do Instituto Marlin Azul, Beatriz  Lindenberg, destacou hoje (19), em entrevista à Agência Brasil, que uma  das principais características  do Revelando os Brasis é abranger pessoas de  todas as regiões do país. “Basta morar em um município com até 20 mil  habitantes. E o Brasil tem 4 mil municípios com essa população. Praticamente, é  o Brasil das pequenas cidades, é todo o país, uma vez que temos 5.560 municípios  e, desses, 4 mil têm até 20 mil moradores”.

Beatriz disse também que, apesar de selecionar um autor, o projeto  beneficia a cidade que funciona como cenário da história que vai ser gravada. Dessa forma, trata-se  de projeto que “inicia um processo de produção e de formação na área  audiovisual, mas que ganha muitos desdobramentos”. Desde 2004, quando foi  iniciado, o Instituto Marlin Azul vem acompanhando o que aconteceu com os  autores das histórias escolhidas.

“E a gente vê desdobramentos em muitas direções. [Há] pessoas que  seguiram estudando cinema, que aproveitaram essa experiência como professores, levando a  linguagem do audiovisual como ferramenta para a sala de aula. [Houve] gente que  criou cineclubes nas cidades, que virou mobilizador cultural e promoveu outros  projetos culturais nessas pequenas cidades. É projeto de raiz no audiovisual,
mas ele sacode as pessoas [em] suas capacidades e habilidades de expressão”,  disse Beatriz Lindenberg. O projeto contribui ainda para a mobilização da  comunidade. Para Beatriz, o Revelando os Brasis mostra a força que a cultura tem  como instrumento de crescimento de uma cidade e de desenvolvimento cultural  local.

A divulgação das histórias selecionadas é prevista para outubro. Seus autores  participarão de oficina de cinema no Rio de Janeiro a partir de dezembro, onde  aprenderão as etapas de um filme, incluindo elaboração de roteiro, direção,  fotografia, câmera, produção. De volta às cidades de origem, os autores formarão  suas equipes técnicas e artísticas e mobilizarão as comunidades para participar  das filmagens. Nessa fase final, eles contarão com a colaboração de dois  profissionais que vão operar os equipamentos e dar qualidade técnica ao vídeo.  Eles servirão também como referência para os novos cineastas.

Os vídeos deverão ser finalizados em março, prevendo-se sua exibição em  abril. Um caminhão montado com estrutura de cinema exibe os vídeos para os  demais moradores da cidade, movimentando a cultura local.

O regulamento e a ficha de inscrição estarão disponíveis  nos sites do Revelando os Brasis e do Ministério da  Cultura. As histórias poderão ser enviadas também pelo correio. O  regulamento permite a inscrição de histórias verdadeiras, baseadas em  personagens, fatos históricos, tradições populares, ou histórias criadas por  seus autores. Os vídeos terão duração de até 15 minutos e serão lançados em DVD,
com distribuição gratuita entre organizações sociais e culturais, bibliotecas,  universidades e cineclubes de todo o Brasil. As obras participam também de  festivais e mostras audiovisuais de âmbito local e nacional, informou o  Instituto Marlin Azul.

    Author: Redação

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *