Grupo Viola Quebrada na Fnac

O Grupo Viola Quebrada na Fnac lançando seu primeiro DVD Viola Quebrada canta Cascatinha & Inhana (ROB Digital), em homenagem a famosa dupla caipira o DVD traz clássicos como ‘India’, ‘Anahy’ e ‘Colcha de Retalhos’. O grupo tem 13 anos de estrada com a proposta de mostrar o autêntico universo caipira brasileiro.

O grupo paranaense Viola Quebrada é um dos principais representantes deste tipo de música brasileira de raiz. Aprofunda-se neste som e resgata preciosidades, que interpreta não de uma maneira saudosista, mas, respeitando a tradição, com arranjos mais modernos, embora não menos singelos.

Vem fazendo isso há 12 anos. Tem quatro discos lançados. Tocou em projetos e em discos junto com a dupla Pena Branca & Xavantinho, o violeiro e pesquisador Roberto Corrêa, a cantora Alaíde Costa e o compositor e cantor Zeca Baleiro. Correu Brasil com o Projeto Pixinguinha.

Sempre com a proposta de se aprofundar na música de raiz – mas não só, pois tem gravações de Paulo Leminski, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Zeca Baleiro e Edu lobo -, fez centenas de shows pelo país. No ano passado, num encontro muito feliz que vinha amadurecendo há seis anos, eles mergulharam no repertório de Ana e Francisco, que vieram a ser conhecidos como a dupla caipira Cascatinha e Inhana. E bota conhecidos nisto.

Em 1951, a dupla lançou um disco (na ápoca ainda de acetado e de 78 rotações por minuto) que tinha de um lado a composição “Índia” e de outro “Meu Primeiro Amor”. O resultado foi dois milhões e meio de discos vendidos, além de telefones e auditórios de rádios congestionados pedindo pelos dois – naquela época ainda não havia televisão.

Discografia do Viola Quebrada

Viola Quebrada – 2000 (último registro em disco de Xavantinho)

Fandangueira – 2002 (Só de fandango paranaense)

Sertaneja -2003

Noites do Sertão – 2006

Caipiríssimo – Coletânea

Serviço:

Viola Quebrada interpreta Cascatinha e Inhana. Show de lançamento do DVD com o grupo paranaense.

FNAC Curitiba

Classificação: Livre.

Author: Redação

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *