Grito dos Excluídos e a arte em defesa de um mundo mais justo

grito_dos_excluidos99977

É impossível pensar no feriado de 7de Setembro, dia que marca a Independência do Brasil, e não lembrar das icônicas manifestações do Grito dos Excluídos, o movimento que luta pelo empoderamento dos mais pobres, dos que vivem à margem, dos excluídos, afinal.

Cartaz assiando por Francisco Daniel para o Grito dos Excluídos deste anoCartaz assiando por Francisco Daniel para o Grito dos Excluídos deste ano O processo de mobilização para as manifestações realizadas em todo o território nacional durante a “semana da pátria” é longo e conta com diversos mecanismos. Um dos mais destacados certamente são os cartazes de divulgação do movimento. Sempre muito expressivos, cheios de cor e vida, estas obras populares circulam o país para despertar a população para a luta.

 

Há dez anos é o mesmo artista que assina os cartazes do Grito. Francisco Daniel viu nesta missão uma oportunidade de desenvolver e expandir sua arte engajada com a luta política por um mundo mais justo. E assim foi. Há uma década o material que ilustra as manifestações tem nome e sobrenome do artista mestre em Artes Visuais e Linguagem de Multimídia pela Academia de Belas Artes de Florença, na Itália.

 

Daniel conta que seu interesse pela arte vem desde criança, e como muitos de sua geração, os primeiros rabiscos vieram inspirados em desenhos animados e histórias em quadrinho. Não imaginava, o adolescente com ganas de mudar o mundo, que seria ele o artista responsável pela arte da mais icônica manifestação que toma o Brasil todo dia 7 de setembro.

Por Mariana Serafini

 

    Author: Claudio Ribeiro

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *