Fundação Ema Klabin inicia programação de 2010 com exposição de cartas históricas e palestra gratuita

 fklabin                                                                                                                                                    

“A população do Bom Retiro, Centro e do Brás correram para o interior e para a Vila Mariana que foi poupada de tiros. Em Santo Amaro, me disseram anteontem, mais de 500 homens se refugiaram, todas as igrejas, cinemas e escolas estão lotados e é muito triste ver os homens pobres, principalmente do Brás, andando com malas e crianças descalças sem saber para onde ir”. Esse é um trecho de uma das cartas da Exposição “Cartas a Ema”, na Fundação Ema Klabin, no Jardim Europa, que inicia sua programação de 2010 no próximo dia 6 de março (sábado), após ter  passado por reforma e melhorias de suas instalações.  A extensa carta, escrita ao longo de toda a Revolução de 1924 pelo pai de Ema, Hessel Klabin, conta o dia-a-dia da população da cidade de São Paulo durante o conflito e é um dos documentos da mostra que fica até o dia 26 de junho.

A exposição reúne ainda raridades como cartas de Juscelino Kubitschek (ao final de seu mandato na Presidência), Yolanda Penteado (sugerindo aquisições para a coleção),  Mimi Lafer (sobre o mandato de seu marido Horácio Lafer como Ministro) e até de Albert Sabin, entre outros. “As cartas foram selecionadas do arquivo pessoal de Ema Klabin e retratam um pouco do cenário político, cultural e social de São Paulo, além de revelarem alguns detalhes interessantes de sua trajetória pessoal e familiar”, explica o curador do museu, Paulo Costa.

Além da exposição,  o público pode realizar uma visita monitorada a casa-museu  e conhecer seu  valioso acervo de 1.545 obras, entre pinturas do russo Marc Chagall e do holandês Frans Post, talhas do mineiro Mestre Valentim, mobiliário, peças arqueológicas e decorativas.  E conferir na biblioteca da Fundação um  acervo de 3 mil volumes, entre eles,  livros raros que englobam desde manuscritos iluminados até os primeiros exemplares do livro impresso,  bem como relatos de viajantes europeus pelo Brasil, datados do século XVI ao XIX.

Palestra gratuita

No início da programação, 6 de março, a partir das 11h, o Projeto Cultura promove a palestra gratuita Arqueologia nos Andes: o berço milenar da tradição inca. A palestra será ministrada pela professora Marcia Maria Arcuri, pós-doutora em arqueologia pela USP e especialista em culturas antigas da mesoamérica, que realiza anualmente escavações arqueológicas no Peru. São apenas 100 vagas. Os interessados devem se inscrever através do e-mail contato@projetocultura.com.br mencionando nome completo, endereço e telefone.

Serviço:
Exposição de cartas e visita:
A Exposição “Cartas a Ema” acontece de 6 de março a 26 de junho.
As visitas são orientadas e duram em média uma hora.
Devem ser previamente agendadas pelo telefone (11) 3062 5245 ou pelo site www.emaklabin.org.br
Dia 6 de março (sábado) – Entrada franca
Demais dias:  Preço: R$ 10,00 inteira e R$ 5,00 para aposentados, professores e estudantes.
Terças, quintas e sextas: às 14, 15 e 16 horas. Sábados: às 10, 11:30 e 14 horas. 

Palestra:
Palestra sobre arqueologia da região andina, focada na tradição dos incas – Dia 6/03- às 11h- Entrada franca – 100 vagas- Inscrições através do e- mail contato@projetocultura.com.br
Endereço: Rua Portugal, 43, Jardim Europa, São Paulo.

De 6 de março a 26 de junho

    Author: Redação

    Share This Post On

    1 comentário

    1. NDd4S2 I am so grateful for your post. Much obliged.

    Trackbacks/Pingbacks

    1. hbuygtduijkohgytrihguteytu - Title... [...]below you will find the link to some web sites that we feel you need to visit[...]...

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *