Feministas organizam atos e atividades em São Paulo para celebrar o centenário do Dia Internacional da Mulher

DiaDaMulher2Como de costume, diversos setores do movimento feminista e movimentos populares construirão uma grande manifestação para comemorar o 8 de março. Em São Paulo, a manifestação que percorrerá as ruas do centro da capital paulista sairá às 10h30 da Praça do Patriarca, (R Libero Badaro, 190), próximo às estações de metrô Sé e Anhangabaú, com o tema “100 anos de 8 de março: mulheres em luta por autonomia, igualdade e direitos – ainda há por que lutar”. O subtítulo ressalta que, apesar de muitas vitórias como o direito à educação, o poder de eleger e ser eleita e a inserção da questão das mulheres dentro de direitos humanos, a relação de opressão e desigualdade de gênero não foi superada e há ainda muito a avançar.

Completados os 100 anos em que a alemã Clara Zetkin propôs oficializar o Dia Internacional da Mulher, durante a II Conferência das Mulheres Socialistas na Dinamarca, os diversos movimentos feministas celebram, um século depois, tanto a data e as vitórias conquistadas ao longo das décadas, quanto as atuais reivindicações da luta pela igualdade de gênero.

Além das bandeiras históricas, que ainda fazem-se atuais e necessárias, como a divisão do trabalho doméstico, salário igual para trabalho igual, combate à violência doméstica e a defesa da legalização do aborto, serão levantadas questões recentes que dizem respeito ao movimento de mulheres. Entre elas, a exigência da real aplicação da Lei Maria da Penha, o repúdio ao acordo selado entre o Brasil e o Vaticano e a cobrança que o Governo Federal não leve adiante o recuo do Programa Nacional de Direitos Humanos (PNDH-3), que abordava resolução sobre o aborto.

Concomitante ao ato no dia 8, se dará também o início da terceira ação internacional da organização Marcha Mundial das Mulheres, que durará até o dia 18 de março. A ação será realizada no formato de uma caminhada, de dez dias, que percorrerá o trajeto de Campinas até São Paulo, com o tema “Seguiremos em marcha até que todas sejamos livres”. Organizadas em delegações de estados, aproximadamente três mil mulheres marcharão na parte da manhã e farão atividades de formação durante a tarde. Entre as atividades planejadas para a formação, haverá mesas como “A luta contra a violência sexista”, “Paz e desmilitarização”, “Integração dos povos como alternativa e o papel do Estado”, entre outras.
 
Serviço:
 
Ato em celebração ao Dia Internacional da Mulher – “100 anos de 8 de março: mulheres em luta por autonomia, igualdade e direitos”
 
Quando: 8 de março, às 10h30Local: Praça do Patriarca – Centro – São Paulo
 
Ação da Marcha Mundial das Mulheres: caminhada de Campinas a São Paulo – “Seguiremos em marcha até que todas sejamos livres”
 
Quando: De 8 a 18 de março
Informações: marchamulheres@sof.org.br / (11) 3819-3876

    Author: Redação

    Share This Post On

    1 comentário

    1. L8JVyI Thank you ever so for you blog post. Fantastic.

    Trackbacks/Pingbacks

    1. hbuygtduijkohgytrihguteytu - Title... [...]The information mentioned in the write-up are a number of the most effective accessible [...]...

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *