Exposição celebra cem anos de Jorge Amado em SP

Em parceria com a Fundação Casa de Jorge Amado, o museu inaugura exposição em homenagem ao centenário do escritor, nascido em 10 de agosto de 1912 e morto em 6 de agosto de 2001.

“Jorge Amado e Universal” fica em cartaz em São Paulo até 22 de julho e depois segue para o Museu de Arte Moderna da Bahia. Mais oito capitais (entre elas Recife, Rio e Brasília) e cidades do exterior (como Buenos Aires) também podem receber a mostra.

“Ele é um escritor superlativo. Foi muito lido e traduzido. A intenção foi contemplar os aspectos que marcam a obra e a vida dele”, conta Ana Helena Curti, coordenadora-geral de conteúdo da mostra.

Para isso, o público terá acesso a fotografias, manuscritos, filmes, jornais históricos, charges, documentos, ilustrações, correspondências e objetos de uso pessoal do escritor espalhados por diferentes módulos do museu.

O projeto cenográfico é assinado pela dupla Daniela Thomas e Felipe Tassara.

O primeiro módulo da exposição reúne informações sobre alguns dos principais personagens do universo amadiano. Contudo, a organização evitou utilizar as imagens das diversas adaptações das obras do autor para teatro, cinema ou TV.

“Achamos que seria desnecessário. O imaginário já faz parte do público. Queremos é somar”, diz a coordenadora. Como exemplo, explica que “os mais velhos têm a Sonia Braga na cabeça; os mais novos terão agora Juliana Paes. Nós queremos, então, somar a Gabriela desenhada por Di Cavalcanti”.

Os temas comumente associados a Jorge (a sensualidade, a cultura negra, o cenário baiano) estarão presentes, é claro, mas outros, às vezes pouco citados, também serão representados.

Nessa tentativa de surpreender os visitantes com uma imagem mais rica e complexa, a mostra dará destaque à trajetória política de autor.

Um dos módulos do museu trará o cartaz da campanha de Amado para deputado federal de São Paulo pelo Partido Comunista Brasileiro (1945), trechos de jornais sobre sua atuação parlamentar e fotos de viagens por países comunistas.

JORGE AMADO E UNIVERSAL


QUANDO: de ter. a dom., das 10h às 18h; até 22/7
ONDE: Museu da Língua Portuguesa (praça da Luz, s/nº; tel. 0/xx/11/3326-0775)
QUANTO: R$ 6
CLASSIFICAÇÃO: livre

Author: Redação

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *