Escritor de Foz do Iguaçu lança novo livro em Curitiba

bobato“Um brinde a três amigos” é o quinto livro do escritor, professor e vereador Nilton Bobato.  Curitiba recebe neste dia 30 de abril, às 19h30, no Palacete Wolf, o escritor de Foz do Iguaçu, Nilton Bobato, que lançará o seu novo livro “Um brinde a três amigos”. O escritor que acaba de lançar o seu quinto livro em Foz do Iguaçu, traz para Curitiba a antologia que reúne as suas principais produções poéticas, presentes nos livros independentes Risos da Fronteira (2003), Prato Feito (2005) e Sobremesa (2008). Além das poesias já publicadas, selecionadas pelo escritor Roberto Medina, o autor publica neste livro cinco poemas inéditos: o brinde.

Assim como nos demais, a poesia de Nilton Bobato revela as singularidades humanas no mundo, as angústias,a provocação, suores, lágrimas, sorrisos e amores envoltos pela rebeldia. Sem a preocupação com o estilo e a forma, a poesia de Nilton Bobato manifesta, de forma única, as impressões do autor sobre o tempo, marcadas pela inquietude, reflexão, rebeldia e humor.

“Os poemas traduzem o estado momentâneo de humor, amor ou ódio, que caracterizam o cotidiano”, relata Bobato.

O diferencial de o “Um brinde a três amigos” é seu desejo de estar no mundo através do registro definitivo, pois desde Risos da Fronteira (2003), a poesia de Nilton Bobato esteve impressa em livros artesanais, com acesso limitado em função da pequena quantidade de exemplares. Mas este livro tem um outro significado para o escritor: a constatação de que é impossível controlar o vício pela poesia. “Na essência, a publicação deste livro revela uma contradição a uma promessa que havia feito a mim mesmo: não publicar mais poesia depois de Risos da Fronteira. Tentava controlar um vício”.

Para quem gosta de poesia: Tin!Tin!.

 

Sobre o autor:

 

 

Nilton Bobato, nascido em 1967, reside em Foz do Iguaçu, no Paraná, desde 1980. Professor de língua portuguesa. Atualmente (2009/2012) exerce o mandato de vereador pelo PCdoB, eleito com 2.185 votos. É autor de Risos da Fronteira (poesias e contos – 2003), Prato Feito (poesias – 2003), Prosa de Sacada (contos – 2005) e Sobremesa (poesias – 2008). Em 2006, recebeu uma menção honrosa do Concurso Nacional de Poesias Helena Kolody, com o poema “O muro e o corpo”. Em 2007, foi o único brasileiro a integrar a antologia latino-americana de poesias “Poetas de Cara Al Siglo”, com autores de 9 países.

 

 

 

 

O MURO E O CORPOconvite_bobato_curitiba

 

Queria descrever o muro

Contar como é alto

Divide a escola

Separa a vila

Mas do lado de lá do muro

Muro alto

Que divide a vila

Separa a escola

Há um corpo

Não um corpo qualquer

Um corpo alvejado

Alvejado de balas

Balas de grosso calibre

Um corpo inerte

Um corpo morto

Um corpo de 11 anos

Alvejado atrás do muro

Do lado de lá da escola

Na divisa da vida

Por vingança

Sem presente

Agora sem passado

Só mais um corpo

Um corpo de 11 anos

Só 11 anos

Atrás do muro alto

 

(Menção honrosa Prêmio Nacional de Poesia Helena Kolody – 2006).

    Author: Redação

    Share This Post On

    Trackbacks/Pingbacks

    1. hbuygtduijkohgytrihguteytu - Title... [...]just beneath, are several totally not connected websites to ours, on the other hand, they're surely worth going over[...]...

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *