Do lixo ao Oscar

Do lixo ao OscarDocumentário com Vik Muniz concorre à premiação. O discurso do Rei recebe 12 indicações. Aos ouvidos dos catadores do aterro sanitário de Jardim Gramacho, em Duque de Caxias, não agrada a palavra “lixão.” Esse é só um dos diversos detalhes do mundo particular daqueles que vivem da coleta do material reciclável, como conta o documentário Lixo Extraordinário, que retrata a pesquisa e o trabalho do artista plástico Vik Muniz. O filme foi indicado nesta terça, dia 25, pelos membros da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas para a 83º edição do Oscar, na categoria de Melhor Documentário.

 

O único indicado brasileiro vai dividir o tapete vermelho no dia 27 de fevereiro com a equipe do longa O discurso do Rei, que foi agraciado com 12 indicações e Bravura Indômita, com dez. A rede social, filme tido como um dos favoritos, concorre a oito prêmios, mesmo número de A origem. Na mesma categoria de Lixo Extraordinário, vencedor dos prêmios do público no Festival de Sundance e de Berlim, concorrem Exit trough the gift shop, do também artista plástico Banksy, GasLand, de Josh Fox, Trabalho interno, de Charles Fergunson e Restrepo, de Tim Hetherington e Sebastian Juger.

 

O Rei versus A Rede

 

Os indicados ao melhor filme confirmaram o favoritismo. Além do drama britânico O discurso do Rei, concorrem também A rede social, de David Fincher, que também disputa o prêmio de diretor e Cisne Negro, que rendeu a indicação de melhor direção para Daren Aronofsky e de melhor atriz para Natalie Portman. Competem ainda como melhor filme O Vencedor, A Origem, Minhas Mães e Meu Pai, 127 Horas, Bravura Indômita, Inverno da Alma e Toy Story 3, também indicado como melhor animação.

 

Ganhador do Globo de Ouro por sua atuação em O discurso do Rei, Colin Firth concorre como melhor ator com Javier Barden, por Biutiful, que também disputa como melhor filme estrangeiro. Jeff Bridges foi indicado por Bravura Indômita, James Franco, por 127 Horas, e Jesse Eisenberg, que interpreta o fundador do Facebook em A Rede Social.

 

Para melhor atriz, além do favoritismo de Natalie Portman em Cisne Negro, foram indicadas também Annette Bening por Minhas Mães e Meu Pai, Nicole Kidman, por Reencontrando a Felicidade, Michele Williams , em Namorados para Sempre e Jennifer Lawrence, por sua atuação em Inverno da Alma. Para melhor direção, alem das indicações de David Fincher e Daren Aronofsky, concorrem também Tom Hooper, de O Discurso do Rei, David O. Russell por O Vencedor e os irmãos Joel Coen e Ethan Coen, por Bravura Indômita.

 

A obra de Christopher Nolan, A Origem, foi a que mais concentrou indicações em áreas técnicas, como fotografia, mixagem e edição de som, efeitos visuais, direção de arte, roteiro original e trilha sonora, onde compete com A Rede Social, que teve sua trilha composta por Trent Reznor, no Nine Inch Nails.

 


Confira a lista completa de indicados ao Oscar 2011:

 

Melhor filme:

 

“A rede social”

“O discurso do rei”

“Cisne negro”

“O vencedor”

“A origem”

“Toy Story 3”

“Bravura indômita”

“Minhas mães e meu pai”

“127 horas”

“Inverno da alma”

 

Melhor diretor:

 

David Fincher – “A rede social”

Tom Hooper – “O discurso do rei”

Darren Aronofsky – “Cisne negro”

Joel e Ethan Coen – “Bravura indômita”

David O. Russell – “O vencedor”

 

Melhor ator:

 

Jesse Eisenberg – “A rede social”

Colin Firth – “O discurso do rei”

James Franco – “127 horas”

Jeff Bridges – “Bravura indômita”

Javier Bardem – “Biutiful”

 

Melhor atriz:

 

Annette Bening – “Minhas mães e meu pai”

Natalie Portman – “Cisne negro”

Nicole Kidman – “Rabbit hole”

Michelle Williams – “Blue valentine”

Jennifer Lawrence – “Inverno da alma”

 

Melhor ator coadjuvante:

 

Mark Ruffalo – “Minhas mães e meu pai”

Geoffrey Rush – “O discurso do rei”

Christian Bale – “O vencedor”

Jeremy Renner – “Atração perigosa”

John Hawkes – “Inverno da alma”

 

Melhor atriz coadjuvante:

 

Helena Bonham Carter – “O discurso do rei”

Melissa Leo – “O vencedor”

Amy Adams – “O vencedor”

Hailee Steinfeld – “Bravura indômita”

Jacki Weaver – “Reino animal”

 

Melhor roteiro original:

 

“Cisne negro”

“Minhas mães e meu pai”

“O vencedor”

“A origem”

“O discurso do rei”

 

Melhor roteiro adaptado:

 

“A rede social”

“127 horas”

“Bravura indômita”

“Toy Story 3”

“Inverno da alma”

 

Melhor longa-metragem de animação:

 

“Como treinar o seu dragão”

“O mágico”

“Toy Story 3”

 

Melhor direção de arte:

 

“Alice no País das Maravilhas”

“Harry Potter e as relíquias da morte – Parte 1”

“A origem”

“O discurso do rei”

“Bravura indômita”

 

Melhor fotografia

 

“Cisne negro”

“A origem”

“O discurso do rei”

“A rede social”

“Bravura indômita”

 

Melhor figurino

 

“Alice no País das Maravilhas”

“I am love”

“O discurso do rei”

“Bravura indômita”

“The tempest”

 

Melhor documentário (longa-metragem)

 

“Exit through the gift shop”

“Gasland”

“Inside job”

“Restrepo”

“Lixo extraordinário”

 

Melhor documentário (curta-metragem)

 

“Killing in the name”

“Poster girl”

“Strangers no more”

“Sun come up”

“The warriors of Qiugang”

 

Melhor edição

 

“Cisne negro”

“O vencedor”

“O discurso do rei”

“127 horas”

“A rede social”

 

Melhor filme de língua estrangeira

 

“Biutiful”(México)

“Dogtooth” (Grécia)

“In a better world” (Dinamarca)

“Incendies” (Canadá)

“Outside the law” (Argélia)

 

Melhor trilha sonora original

 

“Como treinar seu dragão” – John Powell

“A origem” – Hans Zimmer

“O discurso do rei” – Alexandre Desplat

“127 horas” – A.R. Rahman

“A rede social” – Trent Reznor e Atticus Ross

 

Melhor canção original

 

“Coming home”, de “Country Strong”

“I see the light”, de “Enrolados”

“If I rise”, de “127 horas”

“We belong together”, de “Toy Story 3”

 

Melhor curta-metragem

 

“The confession”

“The crush”

“God of love”

“Na wewe”

“Wish 143”

 

Melhor curta-metragem de animação

 

“Day & night”

“The gruffalo”

“Let’s pollute”

“The lost thing”

“Madagascar, carnet de voyage”

 

Melhor edição de som

 

“A origem”

“Toy Story 3”

“Tron: o legado”

“Bravura indômita”

“Incontrolável”

 

Melhor mixagem de som

 

“A origem”

“O discurso do rei”

“Salt”

“A rede social”

“Bravura indômita”

 

Melhores efeitos visuais

 

“Alice no País das Maravilhas”

Harry Potter e as relíquias da morte – Parte 1″

“Além da vida”

“A origem”

“O Homem de Ferro 2”

 

Melhor maquiagem

 

“Minha versão para o amor”

“Caminho da liberdade”

“O lobisomem”

 

 

 

 

 

Colaboração de Gustavo Durán

    Author: Redação

    Share This Post On

    4 Comentários

    1. In line with In 2010 advice with the {American|United states|U .

    2. Hi, I check your blog like every week. Your story-telling style is awesome, keep up the good work!

    3. 3y0DEB Thank you ever so for you article.Really looking forward to read more. Much obliged.

    Trackbacks/Pingbacks

    1. rPSlGmpQ - rPSlGmpQ... Do lixo ao Oscar | Brasil Cultura...

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *