Cultura ao alcance de todos

museu-historico-nacional-rio-de-janeiroPor meio do Programa de Qualificação dos Museus para o Turismo, o Museu Histórico Nacional oferece ao deficiente auditivo um guia em áudio e vídeo na linguagem brasileira de sinais

O Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro (RJ), é o primeiro museu brasileiro a oferecer ao deficiente auditivo guia em áudio e vídeo na linguagem brasileira de sinais. A ação faz parte do Programa de Qualificação dos Museus para o Turismo, uma parceria entre o Ministério do Turismo (MTur) e o Ministério da Cultura, por meio do Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM). “O objetivo é incrementar o turismo do país a partir da valorização da diversidade cultural brasileira”, explica a coordenadora-geral de Projetos de Estruturação do Turismo em Áreas Priorizadas do MTur, Kátia Silva.

Com uma pequena tela de TV em mãos, os deficientes auditivos podem viajar por peças e histórias não abordadas tradicionalmente. Um exemplo é a narração do Combate Naval do Riachuelo, episódio da Guerra do Paraguai. Os visitantes podem também acompanhar a descrição do atentado ao presidente da República, Prudente de Moraes, ocorrido no Brasil, em 5 de novembro de 1897, às portas do Museu Histórico Nacional, na época Arsenal de Guerra.

Além de dois guias em linguagem de sinais com tela de TV, foram adquiridos 40 equipamentos de áudio guia com informações em português, inglês e espanhol. Assim, o visitante pode se guiar pelo museu e observar as peças do acervo e os detalhes da arquitetura. A duração do áudio-guia é de cerca de 60 minutos. O serviço é disponibilizado ao visitante por R$ 8,00.

Programa de Qualificação dos Museus para o Turismo

O Programa de Qualificação dos Museus para o Turismo visa fortalecer o Turismo Cultural a partir da qualificação dos museus do país. Para tanto, o MTur investiu R$ 2 milhões para apoio a projetos em dez museus federais. Entre as ações desenvolvidas estão reforma, melhoria de acessibilidade, aquisição de equipamentos e a produção de folheteria trilíngue.

Além do Museu Histórico Nacional, o programa contemplou o Museu Nacional de Belas Artes (Rio de Janeiro/RJ); Museu de Arte Sacra (Salvador/BA); Museu da Inconfidência (Ouro Preto/MG); Museu Emílio Goeldi (Belém/PA); Museu do Homem do Nordeste (Recife/PE); Museu Oceanográfico (Rio Grande/RS); Museu das Artes Divino (Pirenópolis/GO); Museu da República (Rio de Janeiro/RJ); e Museu Castro Maya (Rio de Janeiro/RJ).

Por meio do programa, foi realizada, ainda, a ação de promoção Museu. Coloque no roteiro de sua viagem. Leques, marcadores de livro e mapa com a localização dos museus das cidades de Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF), Porto Alegre (RS) e São Paulo (SP) foram distribuídos em órgãos oficiais de turismo e museus das cinco cidades.

Para este ano, a previsão é qualificar 150 gestores e profissionais dos museus, com foco nas cidades-sede da Copa de 2014, por meio das oficinas Museu e Turismo. Um guia de atendimento com dicas sobre como receber com qualidade os visitantes dos museus está em fase de elaboração. A publicação contará com 13.500 exemplares, que serão distribuídos para os museus dos principais destinos turísticos brasileiros, principalmente para os 65 destinos indutores priorizados nas ações e investimentos do Mtur.

    Author: Redação

    Share This Post On

    1 comentário

    1. SIJMvx I really liked your blog post.Really thank you! Will read on…

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *