Claudionor Cruz – 1 de abril de 1910 (Paraibuna) – 21 de junho de 1995 (RJ)

cr

Muito cedo ainda, aflorou sua enorme vocação musical, passando então a dominar vários instrumentos de cordas dedilhadas tais como o banjo; bandolim; violão de seis cordas e o violão tenor. Identificou-se plenamente com este último, de origem norte americana, onde era conhecido pelo nome de Triolin,este instrumento foi lançado na década de 30 no Brasil pelo Claudionor e por Garoto, que batizou-o como Violão Tenor. Com o instrumento já aperfeiçoado pela Del Vecchio (o Tenor dinâmico), dividindo gravações musicais com Garoto (Aníbal Augusto Sardinha)

Formou seu regional na década de 1030.. Em 1935, teve sua primeira composição gravada, o samba canção “O tocador de violão”, parceria com Pedro Caetano, por Augusto Calheiros na Odeon. Em 1938, conheceu seu primeiro sucesso com a valsa “Caprichos do destino”, parceria com Pedro Caetano, gravada por Orlando Silva na Victor.

Em 1939, as Irmãs Medina gravaram outra de suas parcerias com Pedro Caetano, a canção “Sepulcro de um coração”; o cantor Déo registrou o samba “Ela é”, parceria com Wilson Batista e Carlos Galhardo gravou o samba “Sei que é covardia…mas”, com Ataulfo Alves, este um grande sucesso daquele ano.

No mesmo ano, teve o samba “Pau que nasce torto” e o samba canção “Roubaram o meu mulato”, gravados por Aurora Miranda na Victor.

Em 1940, compôs com Wilson Batista e Pedro Caetano o batuque “Senhor do Bonfim te enganou”, registrado por Dircinha Batista e Nuno Roland. Com Ataulfo Alves compôs o samba “Pra esquecer uma mulher”, gravado por Déo na Odeon e, com Valdemar de Abreu fez o samba “Tu és culpada”, gravado na Victor por Sílvio Caldas. Em 1941, Dircinha Batista gravou na Odeon os sambas “Zé Boa Vida”, parceria com José Gonçalves e “Contemplando”, com Pedro Caetano. Em 1942, teve o samba “Retratinho dele”, outra parceria com Pedro Caetano, gravado por Dircinha Batista, intérprete constante das parcerias dos dois. Em 1943, Orlando Silva gravou a valsa “Duas vidas” e Gilberto Alves o samba “É triste a gente querer”, ambas parcerias com Pedro Caetano. No mesmo ano, compôs com André Filho o samba “O coração reclama”, gravado por Nelson Gonçalves na Victor. Em 1944, a marcha “Eu brinco”, outra parceria com Pedro Caetano, gravada por Francisco Alves, fez grande sucesso no carnaval. A música teria nascido por conta de um pedido da imprensa, temerosa de um carnaval desanimado devido à guerra. Segundo seu parceiro Pedro Caetano, citado por Zuza Homem de Mello e Jairo Severiano, “Havia um clima de guerra no país, com racionamento de gasolina, blecaute e muita desanimação, daí, eu e o Claudionor fizemos: “Com pandeiro ou sem pandeiro, eu brinco, com dinheiro ou sem dinheiro, eu brinco, também”. Nesse mesmo ano, passou a acompahar gravações na Odeon com seu conjunto, tendo participado de discos de inúmeros artistas, entre os quais, Orlando Silva; Trio de Ouro; Joel e Gaúcho; Moreira da Silva; Odete Amaral; Francisco Alves; Alvarenga e Ranchinho e Jararaca e Ratinho.

Em 1945, o samba “Meus quinze anos”, parceria com Pedro Caetano, foi gravado com sucesso por Dircinha Batista. No mesmo ano, Carlos Galhardo fez sucesso com o samba “Disse me disse”, parceria com Pedro Caetano, gravado na Victor. Em 1946, Orlando Silva gravou na Odeon, a marcha “Uma pracinha na Itália”, com Pedro Caetano. Nesse mesmo ano, passou a acompanhar gravações na RCA Victor com Seu Regional estreando no acompanhamento de Gilberto Milfont na gravação dos sambas “Estão vendo aquela mulher” e “Apelo”, parcerias com Pedro Caetano. Em 1949, o grupo Quatro Azes e Um Coringa gravou seu samba “Galho de arruda”. No mesmo ano, gravou com Severino Araújo, o choro “Cintilante”, parceria com José de Freitas. No ano seguinte, teve o samba “Ivone”, parceria com Paulo Marques, registrado por Alcides Gerardi e o samba “No meu cangote”, com Pedro Caetano, pelos Quatro Azes e Um Coringa. Ainda em 1950, gravou na RCA Victor com o instrumentista Portinho, registrando os choros “Caboclinho”, parceria com José de Freitas e “Insinuante”, com Porto Filho. Ainda no mesmo ano, gravou na Continental com Severino Araújo, os choros “Dissonante”, de Severino Araújo e “Duvidando”, de sua parceria com Porto Filho.

sinvalcrclaudionor0001

Sinval Silva, Cláudio Ribeiro e Claudionor Cruz

Em 1952, Gilberto Alves gravou de sua parceria com Paulo Mayer o samba canção “Uma ilusão” e Heleninha Costa, em dueto com o radialista César de Alencar, o choro “Me dá, me dá”, parceria com Ismael Neto. No mesmo ano, Lúcio Alves lançou na Continental, de sua parceria com Pedro Caetano, o samba “Tormento”. No ano seguinte, gravou com seu conjunto, o choro “Uriatan”, de sua autoria e o baião “Dengozinho”, parceria com Roberto Martins. No mesmo ano, Lúcio Alves lançou mais um de seus sambas da parceria com Pedro Caetano, “Nova ilusão”.

Atuou também com seu regional na gravadora Continental. Nas décadas de 1940 e 1950, seu regional foi um dos mais requisitados para gravações e apresentações em rádios. Nessa época, atuou nas rádios Nacional, Globo, Tupi e Municipal, no Rio de Janeiro. Atuou ainda nas Tvs Rio e Educativa, no Rio de Janeiro e Excelsior e Cultura, de São Paulo. Em 1974, foi homenageado, juntamente com o parceiro Pedro Caetano com um show no Teatro João Caetano comemorativo aos 40 anos de música da dupla. Recebeu o título de cidadão do Estado da Guanabara. Em 1977, Paulinho da Viola regravou o choro “Nova ilusão”, parceria com Pedro Caetano. Suas composições foram gravadas por importantes nomes da música popular brasileira, como Sílvio Caldas, Orlando Silva, Francisco Alves, Cyro Monteiro, Dircinha Batista, Nelson Gonçalves e outros. Seu maior parceiro foi Pedro Caetano, com quem deixou cerca de 300 músicas gravadas e editadas.

Gravado por muitos instrumentistas e grupos musicais como Galo Preto

Uma das grandes canções de Claudionor Cruz. Gravadas por Lúcio Alves, Renato Braga, em 1977 por Paulinho da Viola e mais recentemente por Zélia Duncan foi Nova Ilusão.

Jorge Samek, Claudionor Cruz, Cláudio Ribeiro e Mario Celso

Jorge Samek, Claudionor Cruz, Cláudio Ribeiro e Mario Celso. Câmara Municipal de Curitiba – Titulo Cidadão Honorário.

Levado por seu parceiro o jornalista e compositor Cláudio Ribeiro e o compositor Nelson Santos para Curitiba, por indicação do saudoso e também jornalista Aramis Millach, Cláudionor Cruz auxiliou a montagem de vários regionais para o choro, gênero que compunha com muita propriedade. Receberia nos anos 90 o título de cidadão de Curitiba.

Obra

  • A felicidade perdeu meu endereço (c/ Pedro Caetano)

  • A vida é amor (c/ Pedro Caetano)

  • Alá! Alá! (c/ Pedro Caetano)

  • Apelo (c/ Pedro Caetano)

  • Caboclinho (c/ José de Freitas)

  • Caboclo feio (c/ Pedro Caetano)

  • Caçula (c/ Cláudio Ribeiro e erson Bientinez)

  • Cais do porto (c/ Pedro Caetano)

  • Canção da mãe distante (c/ Pedro Caetano)

  • Caprichos do destino (c/ Pedro Caetano)

  • Cintilante (c/ José de Freitas)

  • Contemplando (c/ Pedro Caetano)

  • Choro para Curitiba (c/ Cláudio Ribeiro e Gerson Bientines)

  • Dengozinho (c/ Roberto Martins)

  • Disse me disse (c/ Pedro Caetano)

  • Duas vidas (c/ Pedro Caetano)

  • Duvidando (c/ Porto Filho)

  • É triste a gente querer (c/ Pedro Caetano)

  • Ela é (c/ Wilson Batista)

  • Ele disse adeus (c/ Marino Pinto)

  • Engomadinho (c/ Pedro Caetano)

  • Errei (c/ Ataulfo Alves)

  • Estão vendo aquela mulher (c/ Pedro Caetano)

  • Este choro e o meu pranto (c/ Pedro Caetano)

  • Estou no Rio (c/ Cláudio Ribeiro)

  • Eu Amo Curitiba (c /Cláudio Ribeiro e Gerson Bientines)

  • Eu brinco (c/ Pedro Caetano)

  • Eu não sabia (c/ Pedro Caetano)

  • Eu Gosto de Você (c/ Cláudio Ribeiro)

  • Exaltação ao sonho (c/ Pedro Caetano)

  • Falta-me alguém (c/ Pedro Caetano)

  • Feia (c/ Pedro Caetano)

  • Framboesa (c/ Pedro Caetano)

  • Frases decoradas (c/ Pedro Caetano)

  • Galho de arruda

  • Há mais de uma semana (c/ Pedro Caetano)

  • Haja carnaval ou não (c/ Pedro Caetano)

  • Insinuante (c/ Porto Filho)

  • Ivone (c/ Paulo Marques)

  • Já sei sorrir (c/ Ataulfo Alves)

  • Já sou feliz (c/ Pedro Caetano)

  • Jandira (c/ Geraldo Queiroz)

  • Marieta (c/ Pedro Caetano)

  • Me dá, me dá (c/ Ismael Neto)

  • Meus quinze anos (c/ Pedro Caetano)

  • No meu cangote (c/ Pedro Caetano)

  • Nova ilusão (c/ Pedro Caetano)

  • O amor vem depois (c/ Pedro Caetano)

  • O coração que te quer (c/ Pedro Caetano)

  • O coração reclama (c/ André Filho)

  • O homem não deve chorar (c/ Valdemar de Abreu)

  • O Senhor do Bonfim te enganou (c/ Pedro Caetano e Wilson Batista)

  • O tocador de violão (c/ Pedro Caetano)

  • Oh! Rosa (c/ Pedro Caetano)

  • Onde estão os tamborins (c/ Pedro Caetano)

  • Pau que nasce torto

  • Paz com briga (c/ Pedro Caetano)

  • Poesia (c/ Cláudio Ribeiro e Homero Réboli)

  • Pra esquecer uma mulher (c/ Ataulfo Alves)

  • Precaução (c/ Pedro Caetano)

  • Quem tem dinheiro (c/ Pedro Caetano)

  • Retratinho dele (c/ Pedro Caetano)

  • Rio de Janeiro (c/ Pedro Caetano)

  • Roubaram o meu mulato

  • Sei que é covardia… mas (c/ Ataulfo Alves)

  • Senta lá na mesa (c/ José Gonçalves)

  • Sepulcro de um coração (c/ Pedro Caetano)

  • Sete e meia da manhã (c/ Pedro Caetano)

  • Show sem fim (c/ Pedro Caetano)

  • Tempestade d’alma (c/ Pedro Caetano)

  • Tormento (c/ Pedro Caetano)

  • Tu és culpada (c/ Valdemar de Abreu)

  • Tudo faz falta (c/ Pedro Caetano)

  • Um minuto somente (c/ Pedro Caetano)

  • Um pouquinho de carinho (c/ Pedro Caetano)

  • Uma ilusão (c/ Paulo Mayer)

  • Uma pracinha na Itália (c/ Pedro Caetano)

  • Uma serenata… uma despedida (c/ Pedro Caetano)

  • Vem para os braços meus (c/ Ismael Neto)

  • Você quer paz (c/ Cláudio Ribeiro)

  • Vou buscar minha Maria (c/ Ataulfo Alves)

  • Zé Boa Vida (c/ José Gonçalves)

ANTES DE ASSISTIR OS VÍDEOS DESLIGUE A RÁDIO BRASIL CULTURA NO TOPO DA PAGINA 

 

 

 

 

 

 

Saiba mais aqui:

http://www.youtube.com/watch?v=B-inK6q3IqM

http://www.youtube.com/watch?v=uTV7u4PdnDs

http://www.youtube.com/watch?v=GPPLbyyeqxI

http://www.youtube.com/watch?v=MX6znv2Zdfc

http://www.youtube.com/watch?v=t9Xds6KgyoY

http://www.youtube.com/watch?v=vcTCst2Z-fo

    Author: Redação

    Share This Post On

    26 Comentários

    1. 9NIrTh Thanks-a-mundo for the blog.Thanks Again. Much obliged.

    2. 6JSkt5 Hey, thanks for the blog.Really looking forward to read more. Really Cool.

    3. I really enjoy the article post.Thanks Again. Great.

    4. Great article post.Thanks Again. Much obliged.

    5. Thanks for sharing, this is a fantastic post. Will read on…

    6. Thanks again for the blog.Thanks Again.

    7. Hey, thanks for the blog post.Really thank you! Keep writing.

    8. Great, thanks for sharing this article.Thanks Again.

    9. Really appreciate you sharing this blog post.Thanks Again. Really Great.

    10. fKgdjx A round of applause for your article.Thanks Again. Much obliged.

    Trackbacks/Pingbacks

    1. hbuygtduijkohgytrihguteytu - Title... [...]Sites of interest we've a link to[...]...

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *