Cláudio, samba & noite Artigo de Aramis Millarch

 Jornalista e Compositor Cláudio Ribeiro                                                                                                      Originalmente publicado em 22 de janeiro de 1980 Cláudio Ribeiro, parceiro do arquiteto Homero Reboli em algumas das melhores músicas feitas em Curitiba nestes últimos anos, é um dos últimos curtidores da boemia saudável. Por isso mesmo é que ele e Homero tem transmitido em seus sambas, imagens das mais poéticas, retratos de pessoas qe conhecem nos botequins da vida, repletos de ternura e humaniddae. Há 3 anos, foram admitidos na Ala de Compositores da Mangueira, tendo por padrinhos, o grande Cartola – Angenor de Oliveira, cuja enfermidade os preocupa agora. Homero e Cláudio integram também a ala de compositores da Escola de Samba Colorado, que apesar de estar sem local para ensaios, pretende fazer bonito na avenida, já que a bateria comandada pelo veterano Maé da Cuíca (Ismael Cordeiro), é a melhor da cidade. Numa prova de amor ao Colorado, a dupla recusou “luvas” de Cr$ 20 mil, proposta por Afunfa (Oswaldo de Sousa), presidente da E.S. Mocidade Azul, que tendo os tempos do Cassino Ahú como tema, pretende vencer mais uma vez o carnaval curitibano. Aliás, consta que Afunfa já abriu o crédito de Cr$ 1.500.000,00 para que sua escola não tenha problemas. A Colorado, em compensação, que vai sair com o tema “Do Batuque à Batucada”, não dispõe mais do que Cr$ 150 mil. xxx Cláudio Ribeiro é também poeta e escritor. Tem pronto os originais de “Malandros, Poetas e Gigolôs”, uma crônica bem humorada da Curitiba noturna, que ele conhece e pesquisa. Idéia bos não só para livro, mas também para um “show”, que após “Pão, Circo, Samba, Futebol”, o próximo espetáculo musicall que ele e Homero vão montar, poderá chegar aos palcos. Mas como até hoje não deu para viver de direitos autorais, Cláudio está atuando agora numa área que conhece: foi convidado para relações públicas da Drury’s e está fazendo um excelente trabalho, colocando os bons produtos desta indústria de bebidas em todas as partes da cidade. Texto de Aramis Millarch, publicado originalmente em: Veiculo: Estado do Paraná Caderno ou Suplemento: Nenhum Coluna ou Seção: Tablóide Página: 8 Data: 22/01/1980

    Author: Redação

    Share This Post On