Chico César em Curitiba

chico cesar em ctbaMúsico paraibano mistura o frevo e o forró com estilos globais, como o ska e o reggae. A CAIXA Cultural Curitiba apresenta o cantor e compositor Chico César, acompanhado da sanfoneira Lívia Mattos, de 18 a 20 de fevereiro. O músico paraibano apresenta sucessos de sua carreira, com ênfase no último trabalho “Francisco, Forró y Frevo”, além de canções românticas consagradas na música popular brasileira. Chico e Lívia dialogam com seus instrumentos, experimentando diferentes sonoridades e ritmos.

 

Chico transita com facilidade entre o regional e o global. Neste show, o paraibano expõe o diálogo da música brasileira com estilos universais, como o xote com o reggae e o frevo e o arrasta-pé com o ska. Os dois estilos brasileiros nortearam a produção do álbum “Francisco Forró y Frevo”, um disco vivo e alegre. O foco é a força dos ritmos que animam o carnaval e os festejos juninos do nordeste: o frevo e o forró. No que se refere especificamente ao frevo, o álbum traz uma novidade: a junção da linguagem das orquestras de metais de Pernambuco com a guitarra baiana dos trios elétricos de Salvador dos anos 70.

 

Além das canções próprias, Chico acha espaço para as músicas românticas que ficaram marcadas em sua voz e na de numerosos intérpretes, como Maria Bethânia, Daniela Mercury e Elba Ramalho. Entre os sucessos, estão: “Onde estará o meu Amor”, “Templo”, “À Primeira Vista” e “Pensar em Você”.

 

Chico César

 

Nascido no município de Catolé do Rocha, interior da Paraíba, Chico César se mudou aos 16 anos para João Pessoa. Se formou em jornalismo e, ao mesmo tempo em que atuou na profissão, se dedicou a música. Em 1991, quando foi convidado para fazer uma turnê pela Alemanha, é que decidiu deixar o jornalismo para se dedicar somente à música.

 

Possui sete álbuns gravados: “Aos Vivos” (1995), “Cuscuz Clã” (1996), “Beleza Mano” (1997), “Mama Mundi” (2000), “Respeitem meus cabelos, brancos” (2002), “De uns tempos pra cá” (2006) e “Francisco, forró y frevo” (2008). Seu primeiro livro, “Cantáteis, cantos elegíacos de amizade”, foi publicado em 2005, pela editora Garamond. Tomou posse na presidência da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) em maio de 2009.

Lívia Mattos

 

Lívia Mattos é uma jovem sanfoneira que vem atuando na cena musical baiana e paulista. O repertório conta com músicas instrumentais de sua autoria e clássicos de Dominguinhos, Sivuca, Oswaldinho e Hermeto Pascoal. Seu trabalho é focado na música nordestina, com o xote, o xaxado, o baião e o arrasta pé. Em 2008, gravou um álbum produzido por Oswaldinho do Acordeon, com destaque para seu trabalho autoral. Além da música, Lívia se dedica ao circo, fundindo diversas possibilidades artísticas como instrumento de criação e inspiração.

 

Serviço

Música: Chico César

 

Local: Teatro da CAIXA – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba/PR

 

Data: de 18 a 20 de fevereiro

 

Hora: sexta e sábado 21h e domingo 19h

 

Ingressos: R$20 e R$10 (meia – conforme legislação e correntista CAIXA)

 

Bilheteria: (41)2118-5111(de terça a sexta, das 12 às 19h, sábado e domingo, as 16 às 19h)

 

Classificação etária: Livre para todos os públicos

 

Lotação máxima: 125 lugares (02 para cadeirantes)

 

www.caixa.gov.br/caixacultural

Author: Redação

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + 1 =