Capacitação em Projetos Culturais

culturas popularesMostra de teatro de rua, circuito clássico, curso de capacitação para gestores de Pontos de Cultura do Mato Grosso. Estes são apenas alguns exemplos das ideias geradas e transformadas em projetos, a partir das discussões e do trabalho em equipe durante a oficina presencial do Programa de Capacitação em Projetos Culturais em Cuiabá, que iniciou nesta quarta-feira, dia 2, e vai até sexta-feira, 4 de dezembro. No decorrer desses três dias, os participantes vêm aprendendo o quanto é fundamental, para o sucesso de um projeto, um planejamento que abranja uma série de elementos, tais como metas claras, objetivos bem definidos, recursos, insumos.

“Considero fantástico o exercício trazido pelo professor, pois nos faz desconstruir todo o formato com o qual estávamos acostumados a fazer projetos, simplesmente preparando-o para um formulário, e preenchendo objetivos, justificativa etc. Agora podemos apreender uma percepção mais ampla do processo de elaboração de um projeto. Além disso, a metodologia é bastante provocativa, pois induz o grupo a discutir, a debater e a encontrar soluções juntos. No nosso Ponto de Cultura já desenvolvíamos um trabalho assim, pois lá o processo de elaboração de projetos é horizontalizado, discutido em equipe, mas para outras pessoas que estão aqui e são mais acostumadas a trabalhar sozinhas, é um ótimo exercício”, relatou a participante Viviene Lozi, coordenadora do Ponto de Cultura Ação Cultural.

A Oficina de Elaboração de Projetos na capital matogrossense foi aberta pelo coordenador-geral de Desenvolvimento e Orientação da Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura, Evaristo Nunes, e pelo secretário adjunto de Cultura do Mato Grosso, Ocemário Daltro, que ressaltaram a importância da iniciativa para o estado, que está sendo realizada pela (Sefic/MinC) em conjunto com a Diretoria de Direitos Intelectuais da Secretaria de Políticas Culturais (SPC/MinC) e em parceria com o Serviço Social da Indústria (SESI) e o Instituto Itaú Cultural. A execução do curso está sendo conduzida pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), sob a coordenação pedagógica do professor Enrique Saravia.

A segunda etapa do Programa de Capacitação em Cuiabá está contando com a participação de 52 pessoas. Das 92 pessoas que obtiveram 70 pontos ou mais na primeira etapa, o curso de nivelamento à distância, 80 foram classificadas para participar da oficina, tendo sido priorizados, na seguinte ordem: residentes no estado, na região Centro-Oeste e em municípios pertencentes a outras unidades da Federação a se beneficiarem pela iniciativa.

Como nem todos os aprovados na primeira etapa, dentro do limite de vagas (80), eram de Mato Grosso, e houve algumas desistências na primeira chamada, foi possível convocar pessoas de outros estados. Uma delas é Tatiana Sangalli, que trabalha com o Teatro do Oprimido e veio do Mato Grosso do Sul apenas para participar da oficina. A participante também vê na oficina uma possibilidade de conhecer outras experiências de gestão cultural no Centro-Oeste e de intercâmbios entre grupos culturais, além da própria oportunidade de aprender a técnica de modelagem de projetos.

Já a gestora de Cultura Elaine Parizzi, que é do Mato Grosso, ressaltou a qualidade do curso: “Aqui há pessoas qualificadas, pós-graduadas, mas que se interessaram pelo curso justamente pela credibilidade da parceria entre o MinC e a FGV”.

Saiba mais sobre o Programa – http://www5.fgv.br/fgvonline/minc/index.asp?idc=00

http://www.cultura.gov.br/site/2009/12/03/capacitacao-em-projetos-culturais-4/

Author: Redação

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *