Calamengau voltou!!!

calamengaucearaO velho e tradicional Calamengau, sempre foi um  local para encontrar os amigos, dançar com a namorada/o, rever colegas, encontrar o amor de sua vida e,  escutar o melhor da música popular brasileira.

O Calamengau, que foi sede do Grupo de Estudos de Música, Danças e Ritmos brasileiros, o Boizinho Faceiro, além do Maracatu Estrela do Sul e do Grupo de Fandangos Meu Paraná, marcou a vida de muitas pessoas e não deixou de resgatar a cultura nordestina. Desde a sua abertura, em 1998, Ceará, nome do agitador Maérlio Fernandes Barbosa,  sempre procurou não apenas realizar forrós, mas também apresentar um pouco da riqueza artística das mais diversas regiões do nosso país, procurando zelar sempre pela qualidade do que era apresentado. E cada atração!

Já se apresentaram no espaço grandes nomes da música brasileira, como Dominguinhos, Tom Zé, Ná Ozzetti, Oswaldinho do Acordeon, Hermeto Pascoal, Elza Soares, Mestre Ambrósio, Cordel do Fogo Encantado, Geraldo Azevedo, Monobloco, Pedro Luis e a Parede, Mestre Salustiano, entre outros. Mas de repente o Calamengau fechou suas portas lá no Vasquinho. Ficamos assim meio órfãos. As noites de sábado já não eram as mesmas.

Ceará, nome do agitador Maérlio Fernandes BarbosaMas ecoa lá da Vila, Vila, Vila Hauer, Vila Hauer do meu coração, se não fosse a Vila Hauer, que seria do meu Boqueirão… uma grande noticia que devemos espalhar por toda Curitiba, além é claro de seus limites. Eita cabra da peste este Ceara, esse bravo guerreiro brasileiro de mente, alma e coração, que já passou por dificuldades tão diferentes quanto qualquer outro, ou melhor, como outros tantos nordestinos como ele.

Na próxima segunda-feira, dia 04.07 reabre a casa de Maérlio. Restaurante – buffet livre que atenderá somente no almoço. A segunda parte do projeto – O Retaurante e Petiscaria Clamengau – fica para a próxima semana e vai funcionar também à noite na mesma pisada de antigamente…

Agora não vai dar um de peba (ruim) e não ir la na Casa de Maérlio, se não os outros irão mangar (rir) de você e até chamar de leso (bobo). E prá você não dar uma de aluado (distraído), segue o endereço direitinho, sem arrodeio (volta):

Endereço: Av. Marechal Floriano Peixoto, 7021 – Hauer – após a passarela e antes da Casa China.

Curitiba – Paraná

 

 

Ah! Prá gente não perder o jeito, segue um pouco do palavreado nordestino, como nosso velho amigo e camarada Ceara:

Acoitar = Dar apoio a determinada(s) pessoa(s); permitir o acumulo de um determinado grupo de indivíduos.  ISSO SE VC NÃO FOR NA CASA DE MAERLIO.
Aperriar = Incomodar. ISSO SE VC NÃO FOR NA CASA DE MAERLIO.
Aracatí = Vento do norte que chega nos periodos mais secos
Arribar = Levantar. ISSO SE VC NÃO FOR NA CASA DE MAERLIO.
Artista = Ator principal de um filme. ISSO SE VC NÃO FOR NA CASA DE MAERLIO.
Ataiar = Impedir que passe; segurar.
Atarentado = Lunático ISSO SE VC NÃO FOR NA CASA DE MAERLIO.
Aturar = Suportar; aguentar quaisquer tipo de ofença. ISSO SE VC NÃO FOR NA CASA DE MAERLIO.
Azuclinar = Atrapalhar. ISSO SE VC NÃO FOR NA CASA DE MAERLIO.
Búxo = Barriga ISSO SE VC NÃO FOR NA CASA DE MAERLIO.
Ceguêra = Mania; vício. ISSO SE VC NÃO FOR NA CASA DE MAERLIO.
Chafurdo = Baderna; Bagunça. ISSO SE VC NÃO FOR NA CASA DE MAERLIO.
Dialeto = Vocabulário; gíria. ISSO SE VC NÃO FOR NA CASA DE MAERLIO.
Graúdo = Alto; de grande estatura. ISSO SE VC NÃO FOR NA CASA DE MAERLIO.
Geréba = Casa feita de barro e madeira; taipa. ISSO SE VC NÃO FOR NA CASA DE MAERLIO.
Impatar = Ataiar; impedir que passe; segurar. ISSO SE VC NÃO FOR NA CASA DE MAERLIO.
Ingurujado = Cheio de rugas ISSO SE VC NÃO FOR NA CASA DE MAERLIO.
Mangar = Zombar ISSO SE VC NÃO FOR NA CASA DE MAERLIO.
Marimbento = Bobo; pessoa que fala besteiras. ISSO SE VC NÃO FOR NA CASA DE MAERLIO.
Punhado = Porção; mão cheia. ISSO SE VC NÃO FOR NA CASA DE MAERLIO.
Revestrez = Sentido contrário; oposto.
Sustância = Vitaminado. ISSO SE VC NÃO FOR NA CASA DE MAERLIO.
Zambeta = Perpendicular; torto. ISSO SE VC NÃO FOR NA CASA DE MAERLIO.
Zuada = Barulho ISSO SE VC NÃO FOR NA CASA DE MAERLIO.

Author: Redação

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *