Bola na Rede

O pontapé inicial das ações culturais do Ministério da Cultura para as Copas das Confederações e do Mundo foi dado na manhã desta sexta-feira pela ministra Marta Suplicy com a inauguração da exposição “Bola na Rede”.

As obras artísticas podem ser visitadas no Complexo da Funarte, em Brasília, na recém reformada galeria Fayga Ostrower, de 17 de junho a 31 de julho, com entrada franca.

“Essa exposição está integrada à abertura da Copa das Confederações e traz artistas renomados, de diferentes linguagens e de diversas partes do Brasil para tratar da paixão nacional: o futebol. É uma oportunidade de pensarmos a gigantesca influência desse esporte na nossa Cultura. Somos um país que respira futebol e isso transcende o jogo e permeia nosso dia a dia”, discursou a ministra ao citar metáforas futebolísticas que incorporamos em conversas informais.

A exposição amplia a troca futebol e arte. “Dentro dos estádios, o público fica engessado, mas fora deles temos muito a explorar e é isso que a Cultura irá fazer”, anunciou a ministra. É o que pode ser observado na instalação em que almofadas gigantes de cor amarela ocupam os vãos da marquise criada por Oscar Niemayer fazendo o contraste com o gramado, nas cores do Brasil. O futebol arte de Pelé, Maradona e Zidane também traz um quê de cultura, em um vídeo com jogos, nos quais a bola foi retirada e os movimentos dos craques mais parecem uma dança.

“A mostra evoca dentro do âmbito das artes visuais contemporâneas esse universo futebolístico. É a convocação de temas inerentes: a alegria, a ginga, o jogo de cintura, a criatividade, essa coisa toda que nós observamos no jogo e levamos para o cotidiano. Há também a reunião da cultura popular brasileira levada para dentro do campo como na obra de Leiner”, explicou a curadora da exposição Sonia Salcedo. A técnica mista do artista reúne em um campo de futebol com proporções reduzidas bonecos que simbolizam a miscigenação cultural brasileira. (foto)

São 33 obras – entre pinturas, fotografias, vídeos, objetos e intervenções artísticas na parte interna do prédio e na área externa – de 23 artistas contemporâneos brasileiros como Rubens Gerchmann; Ana Vitória Mussi; Eduardo Coimbra; Ricardo Aleixo; Lula Wanderley; Raul Mourão; Ricardo Basbaum; Augusto Herkenhoff; Wlademir Dias-Pino.

Reformulação do Complexo Funarte/ Brasília

A abertura da exposição “Bola na Rede” foi preparada para a Copa das Confederações e marca a reinauguração da galeria Fayga Ostrower, que foi ampliada.  “Hoje é um momento muito especial, pois o Complexo da Funarte em Brasília é o espaço cultural mais próximo de um estádio de futebol que receberá os jogos da Copa do Mundo.

Por isso a sensibilidade e importância de fazer a reformulação do complexo, com a ampliação da galeria, o que proporciona que as obras de arte saiam do espaço interno ampliando sua expansão para a marquise e invadindo o gramado a caminho do estádio Nacional de Brasília – Mané Garrincha”, salientou o presidente da Funarte, Antonio Grassi.

A sala Cássia Eller e o teatro Plínio Marcos compõem a estrutura da Funarte e estão em obras. A previsão é que os espaços sejam reabertos no fim do ano para que na Copa do Mundo 2014 já estejam prontos para as atrações artísticas. “É uma nova Funarte em Brasília, com uma exposição fantástica sobre futebol, interpretada por artistas brasileiros com a recuperação do espaço. Há também a ideia da construção de um café no complexo”, vibrou a ministra.

Serviço

Exposição “Bola na Rede”
Data: 17 de junho a 31 de julho
Horário de visitação: de terça-feira a domingo, das 9h às 18h30
Entrada franca
Local: Funarte – Eixo Monumental, Setor de Divulgação Cultural (entre a Torre de TV e o Centro de Convenções) – Brasília/DF.

Veja mais fotos da abertura da exposição

Author: Redação

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *