Bens imateriais também compõem Patrimônio Cultural Brasileiro

frevope

O Patrimônio Cultural do Brasil vai além de edificações tombadas e bens materiais. Tradições da vida popular, modos de fazer coletivos, celebrações, ritmos e danças são considerados os bens imateriais do País, previstos pela Constituição Federal de 1988 e também pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Em 2004, uma política de proteção dos bens imateriais começou a ser implementada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a partir da criação do Departamento do Patrimônio Imaterial (DPI). Atualmente, são 40 bens imateriais registrados em todo o Brasil. Conheça alguns deles.

Círio de Nossa Senhora de Nazaré (Pará)

Instituída em 1793, a celebração é constituída por vários rituais de devoção religiosa e expressões culturais que culminam na procissão do Círio, no segundo domingo de outubro. Os festejos ocorrem em várias cidades do Pará, além de Belém, como Acará, Curuçá, Parauapebas e São João, e reúnem, anualmente, mais de 2 milhões de pessoas de todo o País. O Círio foi inscrito no Livro das Celebrações do Iphan em 2004.

Frevo (Pernambuco)

O Frevo é um ritmo composto pela mistura de gêneros musicais, danças, capoeira e artesanato. Originado em Recife e Olinda, em Pernambuco, o Frevo surgiu no fim do século 19 e foi inscrito no Livro de Registro das Formas de Expressão do Iphan em 2007. Já em 2012, a expressão cultural passou a fazer parte da Lista Representativa do Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade da Unesco.

Festa do Divino Espírito Santo da Cidade de Paraty (Rio de Janeiro)

A Festa do Divino chegou ao Brasil trazida pelos colonizadores e acontece em Paraty desde o século 18. Realizada no dia de Pentecostes (50 dias após a Páscoa), a festa homenageia o Espírito Santo. Por sua importância cultural, o festejo foi declarado Patrimônio Imaterial pelo Iphan em 2003. Um dos pontos marcantes da comemoração é a passagem de bandeiras pelas casas de alguns moradores da cidade, em representação da imagem do Espírito Santo e as procissões diárias que terminam na Igreja da Matriz, no Centro.

Tava, Lugar de Referência para o Povo Guarani (RS)

O Iphan inscreveu, em dezembro de 2014, o bem imaterial Tava, Lugar de Referência para o Povo Guarani, no Livro de Registro de Lugares. Local de extrema importância para o povo Guarani, onde viveram seus antepassados, a Tava se localiza no Sítio São Miguel das Missões (RS). O sítio histórico foi tombado pelo Iphan em 1938 e declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1983.

Romaria de Carros de Boi da Festa do Divino Pai Eterno de Trindade (Goiás)

A Romaria de Carros de Bois da Festa do Divino Pai Eterno de Trindade, em Goiás, foi reconhecida como Patrimônio Imaterial do Brasil em 2016. A devoção ao Divino Pai Eterno, em Trindade, começou em cerca de 1840, quando um casal encontrou um medalhão entalhado com a imagem do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Desde então, muitas pessoas peregrinam até a região. Os carros de bois eram, antigamente, o principal meio de transporte para as famílias das zonas rurais, para viagens de longas distâncias. Por isso, a tradição está relacionada às antigas práticas cotidianas da vida rural.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Iphan e da Prefeitura de Paraty (RJ)

    Author: Brasil Cultura

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *