Aquidauana recebe R$ 100 mil para Museu de Arte

Aquidauana (7)Artistas sul-mato-grossenses recebem investimento cultural de R$ 1,2 milhão por meio da 4ª edição do Fundo de Investimento Cultural (FIC). O dinheiro é repassado pelo governo do Estado por intermédio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS). Dentre os projetos, o do município de Aquidauana será o que vai receber maior recurso, R$ 100 mil. A quantia será destinada para recuperação do prédio do Museu de Arte Pantaneira “Manoel Paes de Barros”, tombado em 2010 por meio de uma lei municipal como patrimônio histórico da cidade.

“Esse recurso vai criar um clima legal no Estado, no caso de Aquidauana será a oportunidade de reformar um dos seus principais estabelecimentos culturais da cidade”, disse o prefeito de Aquidauana, Fauzi Suleiman.

Segundo ele, os R$ 100 mil serão aplicados na reforma de todo o prédio, edificado em 1914, que foi transformado em museu em 2000 e desde então nunca passou por reforma. A obra deve começar em julho e compreenderá desde a reforma de banheiros até a restauração delicada do piso de ladrilho hidráulico, um tipo de calçamento com detalhes feitos com pó de ferro. Atualmente o chão do prédio possui algumas falhas; com a reforma, elas serão preenchidas e os ladrilhos recolocados. O desejo da administração municipal é entregar o edifício à população em 15 de agosto, dia do aniversário de Aquidauana.

“Nós vamos restaurar todo o museu. Os salões vão abrigar a história da cultura indígena e pantaneira da região. Teremos melhorias nos espaços reservados para guardar as peças que retratam a comunidade de Xaraés [primeira comunidade espanhola confirmada na América Latina], as armas da Guerra do Paraguai e também das peças que retratam a produção contemporânea local”, explica o presidente da Fundação de Cultura de Aquidauana, Rangel Castilho.

Música

Outro projeto que receberá uma quantia significativa de recursos, calculado em R$ 30 mil, é o DVD da Orquestra Jovem da Fundação Barbosa Rodrigues. A gravação está prevista para o dia 5 de julho no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo. A orquestra é regida pelo professor e maestro Eduardo Martinelli e desenvolve atividades com 34 adolescentes, entre 14 e 15 anos. Grande parte deles iniciou seus trabalhos ainda criança, com cerca de 8 a 9 anos.

Literatura

O livro “Senhorinha Barbosa Lopes”, do autor Samuel Xavier Medeiros, também está na lista dos projetos financiados. “O Fundo tem a finalidade de prestigiar a classe artística e fico feliz em ver que o meu livro está dentro dos padrões exigidos para receber o investimento”, conta o escritor.

A obra, que é um romance baseado em fatos históricos sobre a cultura fronteiriça e a Guerra do Paraguai, já foi publicada no ano de 2007. Agora com o recurso do FIC terá uma nova edição, prevista para setembro de 2011, com tiragem de mil exemplares. Quase R$ 14 mil reais estão sendo destinados para o trabalho.

Em 2011 o FIC contempla 40 projetos, sendo 13 de literatura, 12 de música e outros 15 entre artes cênicas, folclore, pesquisa, audiovisual, patrimônio cultural e formação. Somadas todas as quatro edições do FIC, chega a um total de l47 trabalhos financiados pelo Governo do Estado.

Este ano o projeto teve um aumento de 20%, o que possibilitou o executivo Estadual assistir um maior número de trabalhos. A assinatura do termo para repasse de recursos do FIC foi realizada nesta sexta-feira (10) no gabinete da Governadoria do Estado. Estiveram presentes na solenidade, o governador André Puccinelli, o presidente da FCMS, Américo Calheiros junto com a classe artística responsáveis pelos projetos aprovados.

    Author: Redação

    Share This Post On

    1 comentário

    1. Svlg5T I am so grateful for your blog article. Will read on…

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *