Antonina vai cair no samba

festival do samba antoninaA cidade de Antonina vai estar movimentada no primeiro final de semana de dezembro com dois grandes eventos. Além da última etapa dos jogos de Extrema Aventura (veja post abaixo), Antonina sedia o Festival Paranaense do Samba 2009 – do Samba Rural ao Carnaval, com espetáculos e oficinas, de sexta-feira, dia 04/12, até domingo, dia 06/12.

Roda de Samba Amigos da Carioca, Filarmônica Antoninense, Capela, Batel, Ri pra não Chorar, Blocos Tradicionais, Mundaréu, Tambores e Baterias, Choro na Ponta da Pita, Baile de Gafieira, Samba de Roda do Recôncavo, convidados especiais. E muito mais!

Tudo isso na Praça Feira Mar, na Ponta da Pita, no Mercado Municipal, na Praça Carioca, na Estação Ferrovioária e no Theatro Municipal.

O objetivo do Festival, já na sua segunda edição, é fortalecer e dar visibilidade ao samba e fomentar o florescimento de todas as vertentes do samba no Estado do Paraná

O FESTIVAL PARANAENSE DO SAMBA foi criado, em 2008, para fortalecer, promover reconhecimento e valorizar o samba e a cultura afro, em geral, no Estado do Paraná. Um evento focando a exuberância e diversidade de fundamentos e vertentes nas quais o samba se desenvolveu, de forma a difundir concepções de mundo afrodescendentes, como o respeito à Velha Guarda, aos saberes tradicionais, ao conceito de “escola” de samba, sendo esta uma iniciativa com resultados almejados para longo prazo.

Para o grande público, o evento é festa! A festa brasileira por excelência! A festa do ritmo e da poesia, da ancestralidade, da sensualidade, do sincretismo religioso/profano. Um evento com opções de lazer e informações sobre o samba até então pouco ou não conhecidas no Paraná.

Por exemplo: o samba era o momento de descansar a alma após um longo dia de trabalho… para os escravos.

Para os artistas e agentes culturais, o evento é uma possibilidade de valorização da arte e também de aprimoramento humano e profissional. As oficinas e espetáculos abrangem variadas vertentes do samba, bem como os elementos tradicionais das culturas de matriz africana, como a corporeidade, a musicalidade e a oralidade. A presença de mestres e artistas convidados prioriza o intercâmbio, proporcionando às pessoas contato e aprendizado direto com os mestres e mestras da arte.

    Author: Redação

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *