Ana de Hollanda define primeiro escalão da cultura

ana-de-holanda11Três semanas depois de ter tomado posse, a ministra da Cultura, Ana de Hollanda, anunciou a composição de seu secretariado.

Ao contrário de seu ante­cessor, o cantor Gilberto Gil, que, em 2003, fez uma festa cheia de música e discursos para dar posse ao primeiro escalão, a nova ministra preferiu a discrição.

Como tem feito desde que assumiu a pasta, Hollanda preferiu “falar” por escrito, por meio de sua assessoria de comunicação.

As duas únicas novidades –ambas antecipadas pela Folha– são estruturais. Uma delas é a criação da Se­cretaria da Economia Criati­va, a ser comandada por Cláudia Leitão, socióloga e ex-secretária de Cultura do Ceará.

A outra é a junção das secretarias de Cidadania Cultural e Identidade e Diver­sidade. A nova secretaria, que passa a somar os dois nomes –Cidadania e Diversidade– foi entregue à mineira Marta Porto, que coordenou o escri­tório da Unesco, no Rio.

A terceira mulher a figurar na comissão de frente do MinC é a ad­vogada Ana Paula Santana, que entrou na Secretaria do Audiovisual em 2002, como estagiária, sob o comando do então secretário Orlando Senna, e agora chega ao cargo mais alto da pasta.

Da gestão anterior, se mantêm o secretário de Fomento, Henilton Menezes, o presidente do Ibram (Instituto Brasileiro de Museus), José do Nascimento Jr, e o presidente do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), Luiz Fernando de Almeida. O ator Sergio Mamberti, que fez parte do MinC durante todo o governo Lula, também permanece na nova administração, agora como secretário de Políticas Culturais.

 

Veja, a seguir, a lista completa do novo staff:

 

Secretário-executivo: Vitor Ortiz

Secretário de Articulação Institucional: Roberto Peixe

Secretária do Audiovisual: Ana Paula Santana

Secretária da Cidadania e da Diversidade Cultural: Marta Porto

Secretária da Economia Criativa: Cláudia Leitão

Secretário de Fomento e Incentivo à Cultura: Henilton Menezes

Diretor-geral da Agência Nacional de Cinema (Ancine): Manoel Rangel

Presidente da Fundação Biblioteca Nacional: Galeno Amorim

Presidente da Fundação Casa de Rui Barbosa: Emir Sader

Presidente da Fundação Cultural Palmares: Eloi Ferreira

Presidente da Fundação Nacional das Artes (Funarte): Antonio Grassi

Presidente do Instituto Brasileiro de Museus: José do Nascimento Jr

Presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional: Luiz Fernando de Almeida

    Author: Redação

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *