Ágatha, Guria da Terra do Fandango buscando Ouro Olímpico.

aghata111

O fandango do litoral paranaense é uma das manifestações folclóricas mais antigas do Brasil. Tem sua origem na Espanha e chegou ao litoral com os primeiros casais de colonos açorianos por volta de 1750. Com muita influência espanhola e a mistura da cultura indígena brasileira e do negro africano, passou a ser batido principalmente durante o entrudo (antiga celebração do que hoje se conhece como Carnaval). Em quatro dias, a população não fazia outra coisa senão bater o fandango e comer barreado, prato típico do Paraná.

Ágatha Bednarczuk Rippel (Curitiba, 22 de junho de 1983) é uma ex- voleibolista indoor brasileira, que desde 2001 compete no Vôlei de praia, que em 2011 foi medalhista de bronze na Universíada de Verão na China e participou de edições do Campeonato Mundial de Vôlei de Praia nos anos de 2005,2013 e 2015, sendo medalhista de ouro pela primeira vez neste último ano na Holanda.Conquistou o bronze no World Tour Finals de 2015 nos Estados Unidos e o título do Circuito Mundial de 2015, e avançou a final nos Jogos Olímpicos de Verão de 2016

Seu pai representava o elenco de voleibol da policia militar e sua tia Giselle, esta foi jogadora profissional, ambos a incentivaram muito e começou a praticar a modalidade em 1992 na cidade de Paranaguá; e chegou integrar as categorias de base do Londrina/Banestado e C.A.Paulistano.

 

No ano de 2001 iniciou sua carreira no vôlei de praia em Paranaguá ao lado formando dupla com Shirley, depois competiu em outros torneios nesta cidade com as jogadoras Cíntia e Sueli, com esta última atleta disputou em 2002 a qualificação para participar da 11ª etapa do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia em Feira de Santana, mas não se classificaram[.

 

Na temporada de 2003 foi medalhista de bronze na 1.ª Etapa do Circuito Paranaense de Vôlei de Praia na cidade de Paranaguá, ocasião que formou dupla com Bruna Figueiredo; com esta mesma parceria alcançou o título 1.º Circuito Paranaense de Vôlei de Praia na cidade de Caiobá, além de jogarem juntas no Circuito Banco do Brasil nesta jornada.

 

Em meados de 2004 jogou ao lado de Andréa Teixeira na etapa final do Circuito Banco do Brasil. conquistando o bronze na etapa de Ipatinga do Circuito Banco do Brasil 2004.

 

Em 2005 pediu para formar dupla com a campeã olímpica Sandra Pires, e sua carreira progrediu, alcançaram o vice-campeonato nas etapas de Campinas e de João Pessoa do Circuito Banco do Brasil deste ano e eleita a Revelação do ano. Ao lado de Sandra Pires disputou etapas do Circuito Mundial de 2005, alcançando a quinta posição nos Abertos de Milão e Xangai, o sétimo lugar no Aberto de Salvador, a nona posição no Grand Slam de Stavanger e no Aberto de Espinho, além da décima sétima posição no Aberto de Gstaad e no Campeonato Mundial de Vôlei de Praia realizado em Berlim e o melhor resultado da dupla foi o quarto lugar no Aberto de São Petersburgo.

 

Ágatha_Bednarczuk1

Ágatha sinalizando jogada em 2012

Nas jornadas seguintes formou dupla com Shaylyn Bedê conquistando em 2006 o bronze nas etapas de Curitiba, Porto Alegre, Campo Grande e João Pessoa válidas pelo Circuito Banco do Brasil 2006; com esta parceria disputou cinco etapas do Circuito Mundial e teve a décima sétima posição como a melhor marca, isto foi obtido no Grand Slam de Gstaad.

 

Ao lado de Shaylyn disputou as competições do período de 2007, alcançando o vice-campeonato nas etapas de Porto Alegre e de Campo Grande pelo Circuito Banco do Brasil e o terceiro lugar nas etapas de Vila Velha e Cabo Frio;disputaram catorze etapas do Circuito Mundial, obtendo a quadragésima primeira colocação nos Abertos de Xangai e Sentosa, a décima sétima posição no Aberto de Seul, a décima terceira posição nos Abertos de Montreal e Fortaleza e a sétima colocação no Aberto de Marseille.

 

Em sua terceira temporada jogando ao lado de Shaylyn conquistou o vice-campeonato na etapa de Camaçari e o bronze nas etapas de Xangri-lá e Fortaleza, pelo Circuito Banco do Brasil 2008; juntas disputaram oito etapas do Circuito Mundial de 2008, alcançando a décima terceira posição no Aberto de Osaka e o vice-campeonato no Aberto do Guarujá.Em 2009 fundou uma ONG que utiliza o voleibol de praia e o futebol de areia como ferramentas para inclusão social para crianças e jovens.

 

Na temporada 2009 mudou de parceria, jogou ao lado de Elize Maia e conquistaram título da etapa e Goiás, válida pelo Circuito Estadual Banco do Brasil e nesta mesma temporada formou dupla com Fabí Aires, com Isabela Maio[16], não competindo no Circuito Mundial[12].

 

Nas competições do ano de 2010 formou dupla com Raquel da Silva, obtendo o bronze na etapa de Caxias do Sul pelo Circuito Banco do Brasil e alcançou o título da segunda etapa do Brasil pelo Circuito Sul-Americano 2010-11, precisamente na cidade de Cabo do Santo Agostinho; e pelo Circuito Mundial, competiram em cinco etapas , obtendo a quadragésima primeira colocação nos Abertos de Brasília e Xangai e o vice-campeonato na Etapa Satélite em Chipre, etapa válida também pelo Circuito Europeu , organizado pela Confederação Europeia Challenger & Satélite.

aghata

 

Ágatha na expectativa de recepcionar o saque adversário em 2012

Na jornada esportiva de 2011 convida Luiza Amélia para formar nova parceria, sagrando-se vice-campeã da etapa de Fortaleza do Circuito Banco do Brasil 2011 e o bronze na etapa de João Pessoa e participou de nenhuma etapa do Circuito Mundial. Ainda em 2011 disputou o torneio de vôlei de praia na Universíada de Verão na cidade de Shenzhen, China, ao lado de Elize Maia, conquistando a medalha de bronze.

 

Na temporada de 2012 forma dupla com Bárbara Seixas conquistando neste ano o título da etapa do Chile do Circuito Sul-Americano 2011-12, na cidade de Viña del Mar, além da terceira posição na etapa Challenger de Aracaju do Circuito Banco do Brasil de 2012 e vice-campeonato na etapa do Recife deste circuito; obtendo no período 2012-13 os títulos nas etapas de João Pessoa, Maceió e Brasília e os vice-campeonatos nas etapas de Cuiabá e Belo Horizonte, faturando o título geral do Circuito Nacional Banco do Brasil 2012-13. E com esta formação de dupla disputou nove etapas do Circuito Mundial de 2012, obtendo a quadragésima primeira colocação no Aberto de Brasília, a vigésima quinta colocação no Aberto de Sanya, o nono lugar no Grand Slam de Stare Jablonki e no Aberto de Aland, quinto lugar no Grand Slam de Berlim e no Aberto de Bangsaen, Tailândia, conquistou o bronze.

 

Por opção do então técnico Marcos Miranda, Seleção Brasileira de Vôlei de Praia, a dupla com Bárbara teve que ser desfeita e passou a competir com Maria Elisa Antonelli, e com esta atleta disputou treze etapas do Circuito Mundial de 2013, incluindo o Campeonato Mundial, este realizado Stare Jablonki, Polônia, no qual alcançaram a décima sétima colocação. Finalizou nas referidas etapas em nono lugar nos Grand Slam de Roma e Berlim, em quinto lugar no Aberto de Fuzhou de nos Grand Slam de Xanguai, Haia, Gstaad, Long Beach, Moscou e Xiamen, obteve também o quarto lugar no Aberto de Phuket, Tailândia, o bronze n Grand Slam de São Paulo e o vice-campeonato no Grand Slam de Corrientes.

 

Em 23 de março de 2013 casou-se com preparador físico Renan Rippel na cidade de Morretes, no Paraná; este é seu preparador físico desde 2010 .Retomou a dupla com Bárbara Seixas no período seguinte conquistando os títulos válidos pelo Circuito Banco do Brasil 2013-14 das etapas do Guarujá, São Luís e João Pessoa sendo vice-campeã das etapas de São José e Maceió e terceira colocada nas etapas de Vitória, Rio de Janeiro e Natal, conquistas que rendeu-lhes o bicampeonato geral do Circuito Nacional Banco do Brasil[27], sendo premiada como a atleta com Melhor Levantamento de 2013-14.

 

Novamente ao lado de Bárbara disputou em 2014 etapas do Circuito Mundial, alcançando a vigésima quinta posição no Grand Slam de São Paulo, o nono lugar no Aberto de Fuzhou, o mesmo ocorrido no Grand Slam de Moscou; e ainda foi quinta colocada nos Grand Slam de Berlim, Stavanger, Gstaad, Haia e Stare Jablonki,, as medalhas de bronze no Grand Slam de Klagenfurt e Xangai, além disso obteve a prata no Grand Slam de Long Beach e o ouro no Aberto de Puerto Vallarta. Pelo Circuito Brasileiro obteve o vice-campeonato nas etapas de Campinas e Vitória, a terceira colocação nas etapas de Porto Alegre, São José e João Pessoa e a quarta colocação na etapa de Niteroi, juntas disputaram a primeira edição do Super Praia. A 2014 e finalizaram na quinta colocação.

 

Nas competições de 2015-16 atuou ao lado de Bárbara Seixas conquistando em Maceió o título do Super Praia  A 2015, alcançou também o quinto lugar na etapa de Fortaleza, quarto lugar na etapa de Recife, bronze na etapa de João Pessoa e foi vice-campeã na etapa de Belo Horizonte, além dos títulos da etapa de Bauru, o vice-campeonato na etapa de Contagem e o terceiro lugar na etapa de Goiânia.Juntas disputaram as etapas do Circuito Mundial, alcançando o nono lugar nos Grand Slam de Moscou e Long Beach; quinta posição nos Masters de Porec e Gstaad e também no Grand Slam de Olsztyn; ainda obteve o vice-campeonato no Major Series de Stavanger, no Grand Slam de Yokohama e no Aberto do Rio de Janeiro; conquistando os títulos do Aberto de Praga e no Grand Slam de São Petersburgo.

 

Em 2015 obteve de forma invicta inédita medalha de ouro na edição do Campeonato Mundial de Vôlei de Praia em Haia, na Holanda, e Ághata foi premiada como MVP (Melhor Jogadora) do campeonato , pelo feito obtido também foi homenageada pela Marinha do Brasil, da qual tem a patente de sargento e meses depois desta conquista foram medalhista de bronze no World Tour Finals no mesmo ano, e obtém o título da temporada 2015 do Circuito Mundial, sendo premiada juntamente com Bárbara Seixas como a Melhor Dupla do ano pela FIVB e foram convocadas para Seleção Brasileira de Võlei de Praia para disputar os Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro.

 

Na temporada de 2016 continua competindo ao lado de Bárbara Seixas conquistou o título na etapa de João Pessoa, e conquistaram o bicampeonato do Super Praia A na cidade de João Pessoa. No Circuito Mundial de 2016 alcançou ao lado de Bárbara Seixas a décima sétima posição no Grand Slam de Moscou, o nono lugar no Aberto de Fortaleza, no Grand Slam de Olsztyn e também no Major Series de Porec; alcançou a quinta colocação no Grand Slam do Rio de Janeiro, terceiro lugar no Aberto de Maceió, o vice-campeã no Major Series de Hamburg.

 

Ela representará juntamente com Bárbara Seixas o país na Olimpíada Rio 2016, e avançaram a final olímpica, garantido no mínimo uma medalha de prata.

    Author: Claudio Ribeiro

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *