A Saga – Primeira produção independente em teledramaturgia fora do eixo Rio/São Paulo.

Estreia dia 21 de janeiro. (TV BRASIL  e TV EDUCATIVA) Composta por 16 episódios, cada um com 52 minutos, a série A Saga – Da terra Vermelha Brotou o sangue aborda a colonização do oeste paranaense e sul do Brasil – que abrange mais de quatro séculos. Fatos históricos, como a descoberta das Cataratas do Iguaçu no Paraná, em 1541, se misturam a elementos de ficção.
A série levou 13 anos para ser finalizada, envolveu quase cinco mil pessoas, entre atores, figurantes e técnicos, e passou por mais de 30 locações e cidades do estado do Paraná e de Santa Catarina.
A obra “acabou sendo uma saga dentro da própria A Saga”, de acordo com o diretor Manaoos Aristides. “Enfrentamos diversas dificuldades, o que levou a interromper os trabalhos dezenas de vezes.”. Essas interrupções resultaram em histórias curiosas, como a de Daniel Petroscki, escalado para fazer um personagem na pré-adolescência. No início das filmagens, ele tinha 11 anos. Para o papel do personagem já adulto, o planejamento era colocar outra pessoa. Contudo, os anos de intervalo possibilitaram que o próprio ator – agora com 21 anos – assumisse os dois papéis.
O projeto visionário de A Saga começou a ser desenvolvido em 1999, em Cascavel (PR), e contou com três cidades cenográficas com dezenas de edifícios da época. As belíssimas paisagens naturais do sul do país também servem de cenário para a trama cheia de personagens reais e fictícios que se misturam com datas e fatos que marcaram uma história universal.

Episódio 1 – Nho Jeca remonta aos primórdios da colonização sul americana

Série estreia na TV Brasil com mistura de ficção e história do Brasil

Em uma casa de madeira na Vila de Cascavel (PR), inicio dos anos 60, Nho Jeca ouve rádio. Enquanto o menino Gabriel, filho de Terencinho Goulart, procura por livros, Nho Jeca começa a contar a história da região, que remonta aos primeiros homens brancos a pisar em terra paranaense…
Aleixo Garcia, português que em 1525 chegou às terras dos Incas no Peru, comanda um grupo de índios e homens brancos e acaba morto na região de Assunção, antes conhecida como Adelantado da Espanha.
Nho Jeca explica que no início da colonização, em 1541, também houve a chegada do explorador espanhol Alvar Nunes Cabeza de Vaca, com vários índios e espanhóis. Com muitos cavalos, ele entra pelo Cânion Quartela. Mas muitos de seus homens morrem de doenças, ataques de índios canibais e animais selvagens.
Mais tarde, encontram um dos filhos de Aleixo Garcia, Juan de Araoz, que se perde da comitiva principal e chega às cataratas do rio Iguaçu.
Horário(s) do Programa
Nacional
Terça a sexta às 23:30

Marlos Vasconcelos interpreta Aleixo Garcia

    Author: Redação

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *