A poesia de Haroldo de Campos no Metrô de São Paulo

Até 30de setembro, sob o patrocínio dos Correios, o Projeto Encontros traz a exposição Pontos Luminosos da poesia de Haroldo de Campos às estações Paraíso e Corinthians-Itaquera do Metrô de São Paulo. Em parceria inédita com a Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura e na ocasião dos dez anos do falecimento do poeta Haroldo de Campos, a exposição presta homenagem à vida e obra deste que é um dos maiores nomes de nossa literatura.

Com curadoria de Julio Mendonça, a mostra apresenta,  através de uma seleção de 24 poemas, o percurso literário do poeta. Começando pela Poesia Concreta, movimento que criou ao lado de seu irmão Augusto de Campos e Décio Pignatari nos anos 1950, é possível apreciar poemas como mais menos e nascemorre em todo seu potencial imagético, que ganha ainda mais força na
estrutura dos grandes painéis do Projeto Encontros.

Em seguida, acompanhamos seu percurso a partir de outros poemas e trechos de obras consagradas como Xadrez de Estrelas, Galáxias, Signantia Quase Coelum, A Educação dos Cinco Sentidos, Finismundo: a Última Viagem e Crisantempo: No Espaço Curvo Nasce Um.

Em ocasião do falecimento de Haroldo de Campos em 2003, um encontro em sua homenagem foi realizado no Tuca, teatro da PUC, em São Paulo. O evento, chamado “Galáxia Haroldo”, recebeu nomes como Arnaldo Antunes, Caetano Veloso, Giulia Gam e Alice Ruiz para declamar suas poesias. Gravado pela TV Cultura, o resultado está disponível aos visitantes na tela do espaço multimídia do Projeto Encontros.

O poeta ainda aparece em seis retratos feitos pelo consagrado fotógrafo German Lorca. As fotos históricas foram feitas no escritório do poeta, em sua “bibliocasa”, no bairro Perdizes. Agora, chega ao Metrô essa união do olhar do fotógrafo com a personalidade do poeta homenageado.

No Espaço de Leitura, que acontece nos intervalos das atrações de palco da estação Paraíso, os usuários do Metrô podem dar uma pausa em seus percursos e conhecer algumas obras de Haroldo de Campos lá disponíveis, como Crisantempo: No Espaço Curvo Nasce Um, Galáxias e A Educação dos Cinco Sentidos. Além disso, estarão disponíveis para leitura no local suas
célebres traduções da Ilíada, de Homero, e dos poemas do russo Maiakovski.

Na abertura oficial da exposição Pontos Luminosos da poesia de Haroldo de Campos, o palco do Projeto Encontros da estação Paraíso irá receber um sarau em homenagem ao poeta. Serão declamados trechos e poemas da obra de Haroldo de Campos, com a participação do poeta Frederico Barbosa, diretor da Casa das Rosas, de Marcelo Tápia, Ivan de Campos, Simone Homem de Mello, Donny Correia, Omar Khouri, Lúcio Agra e de Julio Mendonça, curador da
exposição.

 

INFORMAÇÕES:
Exposição Pontos Luminosos da poesia de Haroldo de Campos
Data: 6 a 30 de setembro
Local: Estações Paraíso e
Corinthians-Itaquera do Metrô
Horário: Funcionamento do Metrô
Data: até 30 de setembro
Horário:
17h
Local: No palco do Projeto Encontros na estação Paraíso

    Author: Redação

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *