Palitinhos de Polenta Assada

A polenta como conhecemos hoje é feita de farinha de milho e tem origem italiana, mas não foi sempre assim. Na antiguidade do Egito, Grécia, Itália, entre outros, a polenta era feita de outros tipos de farinhas, como trigo ou aveia. Era uma mistura cozida na água resultando em um mingau de consistência mais rígida. No antigo império romano era o prato mais consumido e como o período medieval manteve essas características a polenta acabou se tornando a base alimentar da época.
Somente com a chegada de Cristóvão Colombo no final do século XV, retornando da América, a Europa conheceu o milho. Na Itália o milho começou a ser cultivado ao norte onde a polenta passou a ser feita como conhecemos hoje, com a farinha de milho.
Na segunda guerra mundial, onde a escassez de alimentos era uma realidade e o racionamento necessário, o alto valor nutritivo e a facilidade do cultivo e estocagem do milho fizeram da polenta uma das principais fontes de alimento na Itália dessa época.
Com a imigração italiana para o Brasil, por volta de 1870, a polenta também chega por aqui onde permanece até os dias de hoje, nos proporcionando desfrutar desse maravilhoso prato da gastronomia internacional.

 

Ingredientes

2 colheres (sopa) de azeite
2 dentes de alho amassados
3 xícaras de caldo de legumes
1 xícara de fubá
6 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado

Preparo

Em uma panela, aqueça o azeite e doure o alho. À parte, ferva o caldo de legumes, junte aos poucos o fubá e mexa bem até engrossar e soltar do fundo da panela. Misture o alho e uma colher de queijo e despeje sobre um refratário umedecido com água. Deixe esfriar e corte palitos. Aqueça o forno a 200º C. Passe-os no restante do queijo ralado e ponha em uma assadeira untada com margarina. Leve ao forno e asse por aproximadamente 30 minutos ou até dourar. Sirva em seguida.

Rendimento: 30 unidades

    Author: Redação

    Share This Post On

    1 comentário

    1. 8nzmGG A big thank you for your blog post.Thanks Again. Really Cool.

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *