Feijoada Completa

 

 

 

A feijoada, sem dúvida, é um dos pratos mais populares do Brasil. Pudera, não há como resistir ao sabor do feijão mais bem temperado e repleto de ingredientes como: orelha, pé, costelinha, rabo de porco, pimenta, louro… Para acompanhar: farofinha, laranja e muita couve refogada. E tudo isso regado à caipirinha, outro ícone da culinária brasileira.

 

 

Ingredientes

 

2 kg de feijão preto

 

1 kg de carne-seca

 

1 kg de carne de porco salgada

 

1 kg de paio

 

1 kg de lingüiça

 

1 kg de lombo de porco salgado

 

3 pé de porco

 

2 orelha de porco

 

3 rabinhos de porco

 

1 kg de bucho de boi

 

½ de bacon

 

2 cabeças (grandes) de alho

 

3 maços de cebolinha verde

 

3 maços de salsa

 

óleo (o quanto baste)

 

sal

 

Modo de Preparar

Escolha e lave o feijão. Deixe-o de molho em água fria de véspera. Lave bem as carnes salgadas para a retirada do excesso de sal. Deixe-as também de molho em água fria de véspera, porém em vasilhas separadas, procedendo a troca da água de quando em quando. No dia seguinte, fervente as carnes para a retirada total do sal. Após ter aferventado as carnes salgadas, junte todas – carnes salgadas e as não-salgadas – ponha numa grande panela e frite-as por pouco tempo*. Na panela-de-pressão ponha o feijão, o bucho, a carne-seca e demais carnes que necessitem de mais tempo de cozimento. Em outra panela leve a cozinhar as carnes mais macias. Quando o feijão já estiver macio e as carnes da outra panela também, faça,à parte, o seguinte refogado: óleo – o quanto baste -, as três cabeças de alho socadas (amassadas) e despeje dentro de uma grande panela todos os ingredientes: feijão e carnes. Prove o ponto de sal – lembrando sempre que, em função das carnes salgadas, o uso do sal deve ser extremamente observado, pois, do contrário, facilmente o sabor da iguaria ficará comprometido, porque poderá ficar salgado por demais… Deixe ferver por 15 a 20 minutos, para tudo tomar gosto.

Molho Essencial…

A alma brasileira aprendeu, ao longo dos cinco séculos de simbiose irrestrita com etnias várias que, para se saber o necessário tom de vida bem vivida é vital que se aprenda, e com características próprias dos seres que vivem “abaixo da Linha do Equador, a arte de fazer dar cores e cheiros especiais a tudo que cria e tem existência por aqui, nesta parte ensolaradamente tropical do Atlântico. Por isto mesmo compreendeu, simultaneamente ao seu descobrimento que, o jeito de suas gentes e os sabores de seus quitutes precisavam inovar, surpreender e apaixonar por “carregar em sons e cheiros” especiais. E o ser brasileiro criou – a partir do que lhe presenteou a Mãe-África e a Metrópole Central (Portugal)o seu exotismo!!! Nada pode ser comparado ao seu Carnaval – festa de poesia com poetas marotos! -, à sua culinária misturada e de misturas, às suas bebidas – busca incessante pelo frescor total do corpo e do espírito, e, finalmente, à sua oculta ciência de criar sons musicais e molhos sobrenaturalmente enlouquecedores… neste quesito, com certeza absoluta,o Brasil é a maior potência mundial!!! A maestria com que confecciona seus cantos e culinárias – que nunca pode ser concebida sem uma interagir com a outra – provoca um estado embriagador aos “nativos” e uma condição de refém a qualquer incauto de outras “bandas do mundo” que, por desaviso, se aventure, uma única vez que seja, a provar o jeito moreno de viver…é bom que se avise: Quem se arriscar a “lamber os beiços” nos “manjares da brasileiridade” não vai impunemente esquecê-la jamais!!! Assim, antes da preparação do molho da feijoada, ponha a tocar, na voz da Simone:


“…Pode ir preparando aquele feijão preto eu tô voltando…
põe meia dúzia de Brahma pra gelar…
manda a criançada pra casa da vó…
eu tô voltando…
põe pra tocar aquele som…
põe a camisola nova…
troca a roupa de cama…
dá folga pra empregada…
eu tô voltando…
faz um cabelo bonito pra eu olhar,
que eu só quero é mesmo despentear…
pode se perfumar…
porque eu tô voltando…” …


Daí sim, junte:

Ingredientes para o Molho Essencial

 

1 copo de caldo de limão

 

3 colheres de sopa de salsa

 

cebolinha verde picadinhas

 

1 colher de sopa de pimenta malagueta picadinha

 

1 pitada de pimenta-do-reino sal a gosto

 

Modo de Preparar o Molho Essencial

Amasse um pouco as pimentas e junte os outros ingredientes. Se preferir um molho menos forte, pode acrescentar uma colher de água ou menor quantidade de pimentas. O acompanhamento deste prato é o arroz branco, rodelas de laranja salpicadas com sal, e uma boa couve à mineira – que nada mais é do que: Cortar as folhas em tirinhas finíssimas e refogar com alho, sal e cebola cortada miúda.

 

Receita enviada por Eliane Rezende – Vitória-ES / Brasil

 

    Author: Redação

    Share This Post On