Compotas

compotasAs compotas são doces preparados com frutas ou legumes inteiros, em calda rala. É uma forma de conservar as frutas de estação para consumi-las o ano inteiro. As compotas se conservam por muitos meses quando acondicionadas em vidros esterilizados e bem tampados e guardadas em geladeira; ou preparadas diretamente em recipientes próprios para compotas, encontrados nas casas especializadas em utensílios domésticos, cozidas em banho-maria hermeticamente fechadas.

O preparo nesses recipientes é feito da seguinte maneira. Coloque a fruta descascada e cortada, preenchendo 3/4 do vidro. Coloque cravo e canela em rama se desejar. Complete com açúcar cristal. Leve ao fogo em banho-maria: coloque os vidros em águia fria e deixe ferver até o açúcar estar totalmente dissolvido formando uma calda rala. Deixe esfriar na água. Esse tipo de cozimento cria vácuo dentro do recipiente e as compotas podem ser guardadas assim por muitos meses. Depois de aberto, o doce deve ser conservado em geladeira.

Outra forma prática de preparar compotas é em panela de pressão. Coloque a fruta descascada e cortada em camadas, cobrindo cada camada com açúcar. Feche a panela, espere sair o vapor e cozinhe por 20 minutos. Deixe esfriar na própria panela sem abrir. Se desejar uma calda mais consistente, após abrir a panela, retire as frutas com cuidado, deixe a calda engrossar em fogo lento até atingir o ponto desejado, coloque novamente as frutas e deixe dar uma fervura. Deixe esfriar novamente antes de acondicionar em vidros.

As compotas também são o primeiro passo para as frutas cristalizadas. Depois de pronta, escorrer a calda, passar os pedaços de fruta em açúcar cristal e deixar secar.

 

 

Compota de figos verdes

 

 

Ingredientes

1 quilo de figos

½ quilo de açúcar

uma colher de cinza

3 pedrinhas de sal grosso

água o quanto baste

 

Modo de preparar

1. Apanha-se figos bem verdes com pézinhos e os fura com espinhos maduros de laranjeira até que fiquem bem trespassados.

2. Põe-se em água fria, em um pano uma colher de cinza e três pedrinhas de sal. Leva-se ao fogo até abrir fervura. Tira-se e põe-se em outra vasilha e deixa-se esfriar cobre-se com um pano. Estando quase frio, espreme-se um a um para sair toda a água.

3. Depois de bem espremidos, põe-se em outra água e vai ao fogo de novo, deixa-se ferver até que fiquem bem macios, notando-se que desta vez não irá o pano com cinza e sal. Procede-se em tudo como na primeira fervura e põe-se na calda branda para os ferver mais, mas não deve engrossar.

4. No dia seguinte vai o doce em outra calda branda para ferver. Estando bem passados, pode-se engrossar bem a calda e tomar o ponto de espelho. Junta-se paus de canela e alguns cravos, sempre com o doce fervendo. Põe-se em outra vasilha e cobre-se com um pano.

Compota de frutas

 

Este é uma receita básica de compota que pode ser preparada com maçã, goiaba, pêssego ou pera. As frutas podem ser usadas inteiras e descascadas – caso do pêssego, em metades – como a goiaba – ou em pedaços como a pera e a maçã.

 

 

Ingredientes

1 quilo de frutas descascadas

½ quilo de açúcar

1 xícara de água

cravo e canela em rama

Modo de preparar

1. Faça uma calda rala com o açúcar e a água.

2. Coloque as frutas, o cravo e a canela e deixe ferver até que comecem a ficar transparentes.

3. Deixe esfriar na própria panela e acondicione em vidros

 

Ingredientes

1 quilo de abóbora, de preferência a parte do pescoço

1 colher de cal virgem

2 litros de água

½ quilo de açúcar

cravo e canela em rama

Para variar:
Para fazer abóbora cristalizada, depois de pronto, coloque em uma peneira para escorrer a calda. Passe os pedaços em açúcar cristal ou refinado e deixe secar.

 

Abóbora em pedaços

 

Modo de preparar

1. Corte a abóbora em pedaços regulares

2. Deixe de molho na água preparada com a cal por 30 minutos.

3. Lave bem os pedaços de abóbora e escorra.

4. Prepare uma calda rala com o açúcar e uma xícara de água

5. Coloque os pedaços de abóbora e deixe ferver até que comecem a ficar transparentes

6. Deixe esfriar na panela e acondicione em vidros

Author: Redação

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *