Doc TV Ibero-América/Maio.

 

 

As inscrições para o concurso Doc TV Ibero-América estão abertas até o dia 31 deste mês. O projeto vai premiar um documentário com um contrato de co-produção de US$ 100 mil e garantia de exibição em rede de televisões públicas de 15 países. Segundo o assessor especial do Ministério da Cultura, Mário Borgnet, o concurso é uma expansão do Programa Doc TV Brasil, criado em 2003 pelo Ministério da Cultura.

“O que verificamos no caso do Doc TV é um sucesso que devemos comemorar”, disse Borgnet, em entrevista ao programa Notícias da Manhã, da Rádio Nacional. O Doc TV foi criado com o objetivo de construir um canal permanente de relacionamento entre a produção brasileira independente de documentários e as emissoras públicas. Hoje, está implantado nas 27 unidades federativas do país.

Segundo o assessor especial do Ministério da Cultura, a dinâmica participativa do programa chamou a atenção do Fórum da Conferência das Autoridades Audiovisuais e Cinematográficas da Ibero-América (CAAS), que convidou o Ministério da Cultura do Brasil a desenvolver um programa semelhante para ser aplicado em um cenário Ibero Americano.

“Isso foi feito ao longo de 2005 e, em 2006, montamos a rede nos países ibero-americanos, que organizaram pólos nacionais. Esses pólos articulados na rede é que vão permitir o compartilhamento e co-produção de documentários entre os 15 países”, explicou Borgnet. “É uma experiência pioneira que está criando novos modelos de políticas públicas.”

O Doc TV Ibero-América vai resultar em uma carteira de 15 documentários que devem circular, simultaneamente, primeiro no mercado destes países, a partir do início de 2008, e depois em outras praças do mercado internacional.

A idéia básica do projeto é atuar na descentralização de investimentos, permitindo reforçar a produção em vários estados. “É a valorização da nossa diversidade cultural com a pluralidade das realidades de vários estados do país”, ressaltou o assessor especial do Ministério da Cultura.

Mais informações pela página eletrônica do Ministério da Cultura (www.cultura.gov.br) e da Conferência das Autoridades Audiovisuais e Cinematográficas da Ibero-América (www.cinecaaci.com).

    Author: Redação

    Share This Post On