Cooperação Internacional

audiovisual-239x163A Agência Nacional do Cinema, instituição vinculada ao Ministério da Cultura, firmou dois acordos internacionais para o desenvolvimento de projetos audiovisuais com o objetivo de estimular a parceria entre o Brasil, a Itália e a França.

Com a Itália, um programa de cooperação bilateral com a Direzione Generale per il Cinema (DGC) e a Fundação Centro Experimental de Cinematografia (CSC) para a seleção de projetos cinematográficos. A Ancine, por intermédio de concurso público de seleção, fomentará o desenvolvimento de dois projetos de longa-metragem de ficção e a produção de um curta-metragem também de ficção. As inscrições ficarão abertas até 24 de setembro e será concedido um apoio financeiro total de € 88 mil.

Os recursos do concurso estão distribuídos em três linhas: Linha A – Produção de curta-metragem; Linha B – Desenvolvimento de projeto de autor iniciante; e Linha C – Desenvolvimento de projeto de autor não-iniciante. Leia mais.

Acordo Brasil-França

Com a França, o novo Acordo de Coprodução Cinematográfica Brasil-França assinado em maio deste ano, durante o Festival de Cannes, pelo diretor-presidente da Ancine/MinC, Manoel Rangel, e pela presidente do Centre National du Cinéma et de l’Image Animée (CNC), Véronique Cayla.

O acordo, originalmente firmado em 1969, foi modernizado e ganhou regras mais flexíveis e já está em vigor. A principal alteração diz respeito à participação mínima do país que entrar com capital minoritário, que caiu de 30% para 20% do orçamento total do projeto, podendo chegar a 10% em casos excepcionais.

Esta mudança deverá beneficiar principalmente os produtores brasileiros. A partir de agora, a divisão das receitas obtidas com o filme nos territórios onde ele for exibido será livremente estabelecida entre os produtores. Leia mais.

Author: Redação

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 4 =