“Alguma Coisa Assim”

 

O Brasil, que não tinha longas entre os competidores à Palma de Ouro, deixou o Festival de Cannes com um prêmio paralelo, de curta-metragem.

“Alguma Coisa Assim”, de Esmir Filho, exibido na Semana da Crítica, recebeu o prêmio de melhor roteiro de um júri encabeçado pelo mexicano Guillermo Arriaga, roteirista de “Babel”. O curta tem direção e roteiro de Filho e mostra a incursão de um casal de adolescentes pela noite paulistana. O autor recebe 2.000 euros e uma bolsa para um workshop de roteiro na Europa.

O prêmio da crítica no Festival de Cannes foi para o turco “Iklimer”, de Nuri Bilge Ceylan. O júri da Fipresci (Federação Internacional da Imprensa Cinematográfica) reconheceu ainda o paraguaio “Hamaca Paraguaya”, da cineasta Paz Encina, na seção “Um Certo Olhar”, e o norte-americano “Bug”, de William Friedkin, visto na “Quinzena dos Realizadores”.

O júri ecumênico elegeu “Babel” como o melhor filme da competição.

    Author: Redação

    Share This Post On