“Técnicas de pintura” – Sfumato

Sfumato

Sfumato é o nome da técnica artística usada para gerar gradientes perfeitos na criação de luz e sombra de um desenho ou de uma pintura.

Leonardo da Vinci é tido como pai do Sfumato, mas isso é errado, pois a técnica sempre existiu em materiais/mídias de fricção, como grafite, pastel seco ou carvão.

O que Leonardo da Vinci contribuiu para a arte do sfumato foi que ele percebeu que o verniz de madeira reagia com a tinta a óleo. Após uma primeira mao de tinta, ainda com o quadro apresentando marcas de pinceis, Leonardo da Vinci passava uma mão de verniz de madeira sobre a pintura fazendo com que o verniz borrasse a tinta a óleo, gerando um gradiente perfeito e mascarando a sensação de pincelada. O processo de passar o verniz por sobre a pintura era repetido várias vezes durante o processo de criação da pintura.

Observe ao lado a pintura Monalisa. É praticamente impossível perceber pinceladas e variações bruscas de tons devido ao uso do Sfumato em tela.

Como a técnica do Sfumato em pintura foi inovadora na Renascença Italiana, atribuiu-se a criação da técnica de Sfumato (de forma geral) a Leonardo da Vinci.

Em materiais de fricção como grafite, pastel seco ou carvão, o sfumato é realizado esfregando-se o dedo por cima da área com impressões de risco, para que esses riscos sumam, e fique apenas o resultado limpo do degradê.

Ainda em materiais de fricção, existe também a técnica do Esfuminho. Um lápis feito de algodão que substitui a fricção do dedo. A oleosidade da pele muitas vezes atrapalha o sfumato, por isso o Esfuminho é usado.

    Author: Redação

    Share This Post On