Ouça “História Hoje” 18/11: Escultor Aleijadinho morria há 202 anos em Minas Gerais

antonio_francisco_da_costa_lisboa_o_aleijadinho_large

Há duzentos e dois anos morria em Ouro Preto, Antônio Francisco Lisboa. O artista é considerado um dos maiores expoentes da arte barroca Brasileira. Aleijadinho nasceu em 1738 em Vila Rica, em Minas gerais, atualmente conhecida como Ouro Preto.

 

Apresentação Patrícia Leite

ANTES DE OUVIR O ÁUDIO DESLIGUE O SOM DA RÁDIO BRASIL CULTURA NO TOPO DA PAGINA

Era filho de uma escrava com um mestre de obras e escultor chamado Manuel Francisco Lisboa. Aprendeu a entalhar e esculpir com o pai e com seu tio Antônio Francisco Pombal.

 

No século dezoito, as construções religiosas ganhavam destaque na região de Minas Gerais e, graças ao ouro, as igrejas ficaram cada vez mais luxuosas. Nesse período, Aleijadinho começou a se destacar como escultor e projetista.

 

Sua obra em barroco puro e rococó passou a concentrar um estilo singular. É fácil perceber algumas características do estilo de Aleijadinho como, por exemplo, uma expressividade acentuada, queixo dividido, nariz proeminente, olhos amendoados boca entreaberta e braços curtos.

 

Por volta dos quarenta anos, Antônio Francisco Lisboa começou a desenvolver uma doença degenerativa, que lhe rendeu o apelido e, embora não se saiba com certeza qual a doença que o debilitou, muitos historiadores sugerem que tenha sido hanseníase.

 

Com o passar do tempo, foi perdendo os movimentos dos pés e das mãos. Mesmo sofrendo com as limitações do corpo, permaneceu trabalhando com a ajuda de um discípulo. Aleijadinho pedia ao ajudante que amarrasse as ferramentas em seus punhos para conseguir trabalhar e sempre demonstrou grande paixão pelo que fazia.

 

Uma de suas obras mais significativas “Os Doze Profetas”, entalhadas em pedra-sabão, está exposta no Santuário de Bom Jesus de Matozinhos, em Congonhas.

 

Mesmo sofrendo preconceitos em função da sua condição de mestiço, sua arte e genialidade o consagraram como grande artista barroco brasileiro. Ele morreu pobre e doente, na cidade de Ouro Preto, no dia 18 de novembro de 1814.

 

Pesquisa e redação: Renato Lima

Sonoplastia: Messias Melo

 

História Hoje: Programete sobre fatos históricos relacionados às datas do calendário. Vai ao ar pela Rádio Brasil Cultura de segunda a sexta-feira.

    Author: Braisil Cultura

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *