A arte sob olhar de Djanira –

 

 

 

Coleção Museu Nacional de Belas Artes

 

O Brasil é tema da obra de Djanira da Motta e Silva (1914-1979), artista plástica que é homenageada na exposição A arte sob olhar de Djanira – Coleção Museu Nacional de Belas Artes, no Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba. Até abril de 2006.

 

 

Com curadoria de Pedro Martins Caldas Xexéo e Laura Maria Neves de Abreu, relata todo o generoso sentido de brasilidade da artista plástica.

 

São cerca de 80 obras, provenientes do acervo do MNBA, entre pinturas, desenhos, gravuras e matrizes, e demonstram toda a poética de Djanira (1914-1979) na representação do imaginário popular brasileiro.

 

 

Nascida em 1914, na cidade de Avaré, interior do estado de São Paulo, Djanira iniciou seus trabalhos no final dos anos 30, recebendo influências de Emeric Marcier. Conheceu Marc Chagall, Juan Miró, e Fernand Léger quando viajou para os Estados Unidos. Ao retornar, deixou a sua arte “surrealista romântica” para dedicar-se ao Brasil. Fez várias viagens pelo interior, conhecendo os costumes e movimentos folclóricos do povo, enriquecendo sua temática e exploração de cores, composição e formas.

 

Ao todo são oito mostras itinerantes em cartaz no MON. Entre elas a de design Simply Droog; a do norte-americano Roy Lichtenstein (1923-1997), um dos ícones da Pop Arte, e do artista espanhol Antoni Tàpies; a mostra Negras Memórias – Memórias de Negros; os bronzes de Francisco Stockinger; a mostra da paranaense Helena Wong, e ainda a exposição de fotografias sobre os 100 anos de Canudos, na lente de Evandro Teixeira.

 

Serviço:

De terça-feira à domingo das 10h às 18h.

Museu Oscar Niemeyer: Rua Marechal Hermes, 999. Centro Cívico – Tel.: (41) 3350-4400.

R$4 (adultos) e R$2 (estudantes). Crianças até 12 anos, maiores de 60 e grupos de estudantes de escolas públicas pré-agendados, não pagam.

    Author: Redação

    Share This Post On