Teatro – “Tudo que eu queria te dizer”,

teatrotudoCom mais de 100 mil exemplares vendidos, o livro “Tudo que eu queria te dizer”, de Martha Medeiros, ganha versão para os palcos, em montagem estrelada por Ana Beatriz Nogueira – que comemora 25 anos de carreira -, a partir do dia 02 de setembro, no Centro Cultural Correios, com direção de
Victor Garcia Peralta.

“O que você sempre quis dizer a alguém – e nunca teve coragem?”

Algumas das cartas que Martha Medeiros publicou em seu livro são o mote do espetáculo. Seis cartas que não estão relacionadas umas com as outras, que iniciam e encerram-se em si mesmas. Segundo Ana Beatriz Nogueira, em cena, o público acompanha as entradas e saídas de cada personagem, o relato de pessoas que nunca se viram e nem vivem na mesmo cidade, mas que possuem em comum o fato de carregarem uma bagagem muito parecida, constituída por dores de cotovelo, mágoas, medos, a vontade de mudar de vida…

“Neste trabalho eu tenho a oportunidade de dar voz e corpo a essas personagens, como diz a Martha, ‘a essas loucuras domesticadas que às vezes se rebelam’. Interpretar cartas? Terreno novo para mim. Novo e adorável! Tem sido um grande e prazeroso exercício, que chamo de stand up book, o nosso livro em pé”, afirma a atriz.

Sobre Ana Beatriz Nogueira:

Atriz, Ana Beatriz Nogueira completa esse ano 25 anos de carreira. Na televisão, fez novelas e minisséries, como “Noivas de Copacabana”, “A Casa das Sete Mulheres”, “Celebridade”, “Ciranda de Pedra” e “Caminho das Índias”.

No cinema, com o longa “Vera”, na categoria de Melhor Atriz, ganhou o Urso de Prata no Festival de Berlim, tendo sido também premiada em outros festivais como, Festival de Nantes, na França e no Festival de Brasília. Ainda no cinema, Ana Beatriz destacou-se nos filmes: Stelinha (1990), Querido Estranho, Villa-Lobos – Uma vida de Paixão (2000), O Vestido (2004), entre outros. Tendo ganho também com esses filmes alguns prêmios em importantes festivais nacionais.

No teatro participou, entre outras das montagens, de “Otelo”, direção Fabrizzia Pinto; “As Três Irmãs” e “O Homem sem Qualidades”, direção Bia Lessa; “Memória da Água”, direção Felipe Hirsch; “Leitor por Horas”, direção Christiane Jatahy; e “Fala Baixo senão eu Grito”, direção Paulo de Moraes.

Sobre Martha Medeiros:

“Martha Medeiros revela ter armas suficientes para transformar o tempo no maior aliado de seu talento cintilante” – Caio Fernando Abreu

Gaúcha, tornou-se escritora conhecida em todo o país. Poetisa e cronista, é colunistas dos jornais O Globo e Zero Hora. Escrevendo sobre nossas obsessões e afetos com texto fluente e despojado, conquistou enorme repercussão. Já vendeu mais de 300 mil exemplares de suas obras. Consagrou-se como ficcionista ao lançar seu primeiro romance “Divã”, pela Objetiva, texto levado para o teatro e para o cinema. No total, quatro livros da autora já chegaram aos palcos: “Trem Bala”, “Divã”, “Doidas e Santas” e, agora, “Tudo que eu queria te dizer”.  

Sobre o Livro “Tudo que eu queria te dizer”

Tudo que eu queria te dizer”, (Editora Objetiva, dez/2008), livro de Martha Medeiros, superou os 100 mil exemplares vendidos em pouco mais de três meses de publicação, sucesso nacional. Com um livro de cartas estruturadas de forma independentes, nos sensibiliza de forma simples e direta.
Martha fala com todos.

Sobre Victor Garcia Peralta:

Diretor premiado, Victor Garcia Peralta é formado pela escola do “Piccolo Teatro di Milano”, na Itália, sob direção de Giorgio Strehler. Na Argentina, dirigiu inúmeros espetáculos, entre eles: La Senhora Klein, Prêmio Maria Guerrero de Melhor Diretor; Nosotras, Que Nos Queremos Tanto (A Partilha) e Como se Rellena um Bikini Salvaje, (Como encher m Biquini Selvagem), ambos de Miguel Falabella; e Locas de atar, com texto de Ingrid Guimarães e Heloisa Perissé. Recebeu os prêmios ACE e Estrella do Mar.

No Brasil, dirigiu grandes sucessos, como Decadência, com Beth Goulart e Guilherme Leme; Os Homens são de Marte, e é pra lá que eu vou, com Mônica Martelli, onde recebeu o Prêmio Qualidade Brasil; Não sou feliz, mas tenho marido, com Zezé Polessa; Marido Ideal, com Herson Capri, Edwin Luisi e Bianca Byngton; e Você está aí, com Claudia Ohana.

Local: Centro Cultural Correios. (200 lugares)
Endereço: Rua Visconde de Itaboraí, 20 – Centro. Informações: 2253-1580
Bilheteria: 2219-5165 – Terça a domingo de 14h às 19h
Horário: do espetáculo: quinta a domingo às 19h. R$20,00
Duração: 60 minutos. Classificação etária: 14 anos
Temporada: 02 de setembro a 24 de outubro – Rio de Janeiro

    Author: Redação

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *