Comédia Crânio, no Teatro Cleyde Yáconis – SP

Com direção de Noemi Marinho, peça reúne os atores Patrícia Gasppar, Renato Caldas, Fábio Herford, Paulo Américo e Noemi Gerbelli no elenco. Na ficha técnica estão, ainda, Daniel Maia (trilha sonora), Wagner Freire (iluminação) e Theodoro Cochrane (cenário e figurino). Texto de Lúcia Carvalho

Uma funcionária distraída está em apuros depois de trocar o valor de um contrato milionário. Este é o mote da comédia Crânio, direção de Noemi Marino para texto de Lúcia Carvalho.

No elenco estão os atores Patrícia Gasppar, Renato Caldas, Fábio Herford, Paulo Américo e Noemi Gerbelli. A trilha sonora de Daniel Maia, a iluminação de Wagner Freire e os figurino e cenário de Theodoro Cochrane completam a ficha técnica. A realização é da Mesa 2 Produções, com assistência de direção de Tathiana Marinho.

Ana Helena (Patrícia Gasppar) e Thielli (Renato Caldas) trabalham no departamento de vendas da empresa de ar condicionado Fresh Air. Sheila (Noemi Gerbelli) é a extravagante executiva, chefe de ambos. Desatenta, Ana Helena se confunde e troca o valor do contrato a ser assinada pelo sr. Salim (Fábio Herford), o viúvo árabe, importante cliente da Fresh Air.  A situação pode causar um prejuízo de 100 mil reais à empresa.

Thielli sugere que a amiga Ana Helena conquiste Salim, fazendo com que ele assine o contrato com o valor correto. Tudo está planejado para acontecer em uma festa na casa de Sheila, em que uma relíquia usada como objeto de decoração – um crânio mexicano – chama a atenção dos convidados.

Patrícia Gasppar, que interpreta Ana Helena na trama, conheceu o texto há três anos. “O texto de Lúcia Carvalho nos motivou. É uma comédia leve sobre assuntos do dia-a-dia comum do público”, conta ela. “Ana Helena é uma personagem romântica à moda antiga, que tem o sonho de reconstruir sua vida, como se fosse uma garota aos 15 anos de idade.”

A diretora Noemi Marinho teve o primeiro contato com o texto quando os atores a chamaram para uma leitura no MASP. “Logo depois, a Mesa 2 me convidou para dirigir a montagem”, relembra Noemi.

A montagem
O cenário de Theodoro Cochrane se divide entre o escritório da Fresh Air e a casa de Sheila. “Criei um cenário que se transforma. De um lado, todo o ambiente de um escritório com pastas, arquivos empilhados e gavetas. Do outro, a casa de Sheila, onde acontece a festa. Para dialogar com a personagem exuberante, criei uma casa com tons vermelhos bem fortes e impactantes.”

Para os figurinos, Theodoro se inspirou no color block (tendência de combinar cores vibrantes no mesmo look). “Estou usando combinações que causam estranhamento, mas se harmonizam em cena”, conta ele.

Para a diretora Noemi Marinho, “o mérito do texto é o olhar apurado para os detalhes corriqueiros. A autora observa pequenas coisas, como palavras, pronúncias e gestos, e leva para a comédia. Não temos pretensão em ser didáticos ou passar  mensagens. Trata-se de uma comédia leve. Crânio é filhote do besteirol, como ficou conhecido o movimento teatral que ganhou força na década de 80, desprovido de preconceito e com uma caricatura do comportamento cotidiano”, finaliza Noemi Marinho.

<strong>INFORMAÇÕES </strong> <br>Data: até 17 de março de 2013 <br>Local: Teatro Cleyde Yáconis (Capacidade: 288 lugares)<br>Avenida do Café, 277, Jabaquara. Telefones:&nbsp; (11) 5070-7018&nbsp; / 5070-7014 / 5070-7011.<br>Horário: sexta, 21h30; sábado, 21h; domingo, 18h.<br>Preço: R$30,00 (sexta), R$ 50,00 (sábado) e R$ 40,00 (domingo). <br>Duração: 70 minutos.<br>Classificação etária: 12 anos<br>Estacionamento Rua Guatapará, 170 (R$ 15,00).

Author: Redação

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *