CAIXA PATROCINA A 7ª EDIÇÃO DA MOSTRA CENA BREVE CURITIBA

A mostra traz cenas de até 15 minutos e debates sobre os trabalhos, com a presença do jornalista Valmir Santos da Revista Bravo

Até o dia 24 de outubro, a capital paranaense sedia a VII Mostra Cena Breve Curitiba, que tem patrocínio da CAIXA por meio do edital de festivais de teatro e dança. A abertura acontece às 19h no dia 19 de outubro, no Teatro do Sesc da Esquina, com a apresentação do espetáculo “Batata!”, do grupo Dimenti (Salvador, BA), e pequenas esquetes da Cia dos Palhaços. As cenas curtas serão exibidas no Teatro Novelas Curitibanas, de 20 a 23 de outubro, em dois horários: às 19h e às 21h. Os intervalos entre as cenas são preenchidos por uma intervenção cênica.

 

 

Os grupos vão apresentar cenas curtas de até 15 minutos, sendo quatro companhias teatrais por noite. São 16 grupos que representam o Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Minas Gerais e Distrito Federal. “Nosso intuito é contribuir para o fortalecimento dos grupos e para a diversidade da linguagem teatral brasileira”, declara Sueli Araújo, diretora da Cia Senhas de Teatro, companhia curitibana responsável pela criação e coordenação do evento. 

 

O objetivo da 7ª Cena Breve é criar um espaço de compartilhamento de idéias e experimentações estéticas a partir da linguagem de cada grupo, promovendo o encontro e a troca de experiências, além de proporcionar a apreciação de uma programação diversificada. São exibidos fragmentos de um espetáculo já pronto ou de algo que ainda está se construindo, amostras de um processo, ou ainda cenas criadas exclusivamente para este fim. “É muito comum estas “células” se transformarem em um espetáculo depois. A mostra é um espaço para que os grupos se arrisquem, testem suas idéias”, conta Sueli.  

 

A programação inclui também workshops e debates no espaço “Papo Aberto” na sede da Cia Senhas de Teatro (Rua São Francisco, 35), com entrada franca. Nas manhãs seguintes às apresentações, os artistas e o público têm a oportunidade de se encontrar para debater os trabalhos, com mediação de Fernando Villar (DF), Amábilis de Jesus (PR) e Luciene Guedes (SP). O jornalista Valmir Santos, da Revista Bravo, crítico especializado em artes cênicas, participa fazendo uma análise das apresentações. 

 

Histórico da mostra:

A mostra surgiu em 2005 com grupos locais convidados e, hoje consolidada, recebe inscrições de todo o Brasil, com a intenção de promover intercâmbios com grupos nacionais e profissionais reconhecidos.

 

As quatro cenas mais votadas pelo público e crítica serão reapresentadas entre os dias 27 e 30 de outubro nas cidades de Araucária, Lapa, Paranaguá e União da Vitória, no Paraná. O registro desta experiência pode ser acompanhado pelo blog: http://mostracenabreve.blogspot.com/, que também está aberto para depoimentos e participações.

 

PROGRAMAÇÃO

 

 

Data: 20 de outubro

Classificação etária: Não recomendado para menores de 14 anos

 

– Grupo: Circo Navegador – SP

– Cena: OM CO TO? QUEM CO SO? PROM COM VO?

O palhaço Surubim encanta a plateia com sua ingenuidade em situações de tensão, emoção, técnica e muita graça. Mistura as rotinas de um show circense com cenas clássicas e criações próprias, equilibrando-se entre o deboche e a elegância. O público se deleitará com o “velho e bom” jogo de Palhaço.

– Grupo: Expressão Gestão e Produção Cultural – CTBA

– Cena: APPLE STORE & AS SUBFRUTAS DA ESTAÇÃO

É o primeiro desdobramento do projeto Cartas, que tem como ponto de partida as cartas trocadas pelos artistas Lygia Clark e Hélio Oiticica, relatando momentos importantes da história deles e da história da arte no Brasil e no mundo.

– Grupo: Núcleo de Espetacularidades – CTBA

– Cena: Penélope Pileata

Uma obra performática, que engloba o teatro, a dança e a literatura. Trata-se do encontro entre um autor e uma fonte de inspiração, um estado de tensão e celebração entre a invenção da vida e o pacto com a morte. Um work in progress desenvolvido em parceria com a bailarina uruguaia Alexandra Galcerán.

– Grupo: Companhia Subjétil – CTBA

– Cena: Sophia Loren não é Marlon Brando!

Mesclando dança e teatro, a cena “Sophia Loren Não é Marlon Brando” traz ao público o aprofundamento da pesquisa da companhia em dramaturgia espacial.

A partir do conceito de Gadgets dada pela psicanálise, a intenção é abordar nesta cena questões de beleza e perfeição.

 

Data: 21 de outubro

Classificação etária: Não recomendado para menores de 16 anos

 

– Grupo: Grupo de Investigação Cênica Heliogábalus – CTBA

– Cena: Orlandx em Constantinopla

O grupo experimenta respostas ao imprevisto no momento da apresentação. O “x”, seu gênero, é uma incógnita, transformação que se dá no corpo das atrizes/atores/performers – também em “x” – e na própria forma dramática. – – –

– Grupo: Súbita Companhia de Teatro – CTBA 

– Cena: Meus olhos estão degringolando 

A cena trata da relação peculiar entre um homem e uma mulher que constroem ao longo do tempo estratégias de convivência e de comunicação.

– Grupo: Teatro Funil – BRASILIA

– Cena: CLARO!

A cena apresenta o inusitado encontro de Bill e Betty. A cada campainha uma situação diferente e uma nova possibilidade de se conhecerem. Nesse jogo de encontro e desencontro, seus desejos, angústias e histórias vêm à tona.

– Grupo: Teatro de Geada – CTBA

– Cena: Encostei minha angústia no sol

A cena traz no elenco as atrizes Débora Vecchi, Ciliane Vendruscolo, Kelly Eshima e o ator Otávio Linhares. Eles estão ali emprestando sua presença às vozes de uma família: irmãs, irmãe e pairmão. Mas o fogo é quem fala a humana fala. O fogo, o que oculta, o que devora. Ruína material e ruína afetiva estão em jogo. 

 

Data: 22 de outubro

Classificação etária: Não recomendado para menores de 18 anos

 

– Grupo: Zula Cia. de Teatro – BH

– Cena: AS ROSAS NO JARDIM DE ZULA

“As Rosas no Jardim de Zula” é o primeiro trabalho do grupo. É na vida de uma pessoa comum, sem nenhuma importância para a mídia, que esta cena vai buscar o testemunho de uma experiência e, através dela, tentar desvendar o humano.

– Grupo: Grupo Obragem de Teatro – CTBA

– Cena: AS TRAMÓIAS DE JOSÉ NA CIDADE LABIRÍNTICA

A cena é a experiência de reinvenção de José, um homem errante, nas ruas de uma grande cidade. O personagem José re-configura sua trajetória de vida, combinando ficções por ele arranjadas aos seus insucessos.

– Grupo: Platô Invisible Ou .0. Cia de Teatro – RJ

– Cena: DOSTO NOITE

Uma história de amor que conta a história de Nastienhka, 17 anos, que está à espera de seu grande amor. Ela encontra outro homem, decide ficar com ele e, no ápice de sua fantasia, volta ao ponto zero.

– Grupo: Companhia Silenciosa – CTBA

– Cena: CICCIOLINA’S BREAKFAST

Cicciolina’s Breakfast, solo explodido e mediatizado de Henrique Saidel, dá continuidade às pesquisas desenvolvidas em trabalhos anteriores da companhia. Transformar seu rosto em molde para um novo rosto. N

 

Data 23 de outubro

Classificação etária: Não recomendado para menores de 12 anos

 

– Grupo: Casca de Nós Cia de Teatro – BH

– Cena: Quintal

A cena curta “Quintal” é um dos desdobramentos da pesquisa sobre a poesia manoelina e a partir dela o grupo investiga o sujeito-ator em contato com uma dramaturgia construída por ele mesmo.

– Grupo: Pausa Companhia – CTBA

– Cena: Autor de Si Mesmo

Machado de Assis publica na Gazeta de Notícias do dia 16 de junho de 1895 a crônica: “O autor de si mesmo”, baseada em um trágico e cruel acontecimento que resultou na morte de uma criança de dois anos.

– Grupo: Cia Visceral – SP

– Cena: Realidades Irreais

O projeto busca o humor através do ridículo das personagens e do constrangimento resultante do absurdo das contradições humanas. Utiliza-se da linguagem farsesca, onde a musicalidade, o tempo rítmico e a verdade, aparecem como fatores determinantes na construção do jogo teatral.

– Grupo: Cães Lacrimosos – CTBA 

– Cena: Compra de personagem. Segunda ação de classificados.

Nas páginas de emprego de um jornal local os Cães Lacrimosos publicam a chamada: “Artista impossibilitado de escrever e atuar contrata auxiliares para a criação artística: escrever ou atuar lista de atividades.” As atividades oferecidas a estes auxiliares pretendem revelar ao público aspectos da personalidade ou da vida de cada um deles. A cena é um documentário sobre a construção de um personagem.

 

 

Serviço: 

Teatro: 7ª Mostra Cena Breve

 

Abertura: 19 de outubro (quarta) às 19h no Teatro do SESC da Esquina (Rua Visconde do Rio Branco, 969) com entrada franca

 

Mostra das Cenas 

Local: Teatro Novelas Curitibanas (Presidente Carlos Cavalcanti, 1222)

Data: de 20 a 23 de outubro – de quinta a domingo às 19h e às 21h

Ingressos: R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia)

Classificação etária: Consultar a programação no site www.caixa.gov.br/caixacultural

 

Papo Aberto

Local: sede da Cia Senhas de Teatro (Rua São Francisco, 35)

Data: de 21 a 24 de outubro – de sexta a segunda às 11h

Ingressos: Entrada franca

 

18/10/2011

Caixa Econômica Federal

Assessoria de Imprensa – CAIXA Cultural Curitiba (PR)

(41) 3544-5641 begin_of_the_skype_highlighting   (41) 3544-5641 end_of_the_skype_highlighting

    Author: Redação

    Share This Post On

    1 comentário

    1. pTUwu7 Thanks a lot for the article post.Much thanks again. Great.

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *