Antunes Filho foi escolhido para ser homenageado como o Destaque Cultural

antunes filhoConsiderado um dos maiores diretores brasileiros de teatro de todos os tempos, Antunes Filho foi escolhido para ser homenageado como o Destaque Cultural do Prêmio Governador do Estado para a Cultura 2015. O responsável pelo Centro de Pesquisa Teatral do SESC São Paulo e por espetáculos como Macunaíma (que resultou, mais tarde, na criação do Grupo de Teatro Macunaíma) e pelo desenvolvimento de um método de atuação que valoriza a autonomia do intérprete, receberá o troféu em cerimônia no dia 21 de março, no Theatro São Pedro, em São Paulo. O Destaque Cultural é escolhido por uma comissão especial e recebe, além do troféu criado com exclusividade para o Prêmio, uma o valor de R$ 100 mil.

 

Realizado pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, o Prêmio Governador do Estado para a Cultura foi criado como uma forma de valorização e incentivo à produção cultural paulista. Além do Destaque Cultural, conta com mais nove categorias: arte para crianças, artes visuais, cinema, circo, dança, música, teatro, territórios culturais e instituições culturais. Para cada uma das categorias contempladas, serão anunciados dois vencedores: um escolhido pelo voto popular e outro pelo júri especializado. Portanto, não perca tempo: são 45 concorrentes esperando pelo seu voto até o dia 19 de março no site www.premiogovernador.sp.gov.br. Os vencedores serão anunciados em cerimônia oficial, no Theatro São Pedro, dia 21 de março às 20h00.

 

Paulistano do bairro da Bela Vista, Antunes Filho dirigiu dezenas de espetáculos marcantes, tais como “Yerma”, de García Lorca (1962), “Vereda da Salvação”, de Jorge Andrade (1964), “A Megera Domada”, de Shakespeare (1965), “A Cozinha”, de Arnold Wesker (1968), “Peer Gynt”, de Ibsen (1971) e “Bonitinha, Mas Ordinária”, de Nelson Rodrigues (1973). Com a adaptação teatral da obra de Mário de Andrade, Macunaíma, o diretor alcançou projeção internacional e o espetáculo foi apresentado em cerca de 20 países.

 

Desde 1982, Antunes Filho coordena o Centro de Pesquisa Teatral do SESC São Paulo, onde promove, desde então, a continuidade das pesquisas estéticas do Grupo Macunaíma, criado em 1978 com o nome Grupo Pau Brasil. Ali, onde são realizadas atividades na área de formação de atores, técnicos e outros criadores cênicos, Antunes desenvolve seu método para o ator, baseado na autonomia do intérprete, no potencial expressivo do artista, e no apuro estético da técnica de interpretação. A proposta do método desenvolvido por Antunes Filho é, de acordo com o crítico de teatro Sebastião Milaré (1945-2014), “elevar o ator ao status de comediante, capacitando-o a desenvolver trabalhos em qualquer linguagem, estilo ou gênero dramático” Guimarães Rosa, Ariano Suassuna, Lima Barreto, Nelson Rodrigues, Thornton Wilder e Tennesse Williams são alguns dos autores já encenados em seus espetáculos.

 

Nas edições anteriores do Prêmio Governador do Estado para a Cultura, o Destaque Cultural foi para Paulo Bomfim (2014), Tomie Ohtake (2013), Antonio Candido (2012), Renata de Almeida (2011) e Nydia Licia (2010).

 

A premiação oferece um total de R$ 580 mil aos vencedores – uma das maiores do país no segmento cultural. Ambos receberão um troféu exclusivo, confeccionado pelo artista Paulo Monteiro, sendo que os vencedores eleitos pelo júri especializado (exceto a categoria “instituições culturais”) ganharão também premiação em dinheiro, no valor individual de R$ 60 mil.

 

Troféu

Confeccionado pelo artista Paulo Monteiro, o troféu para o Prêmio Governador do Estado para a Cultura 2015 foi criado a partir de seu significado enquanto objeto: “Imaginei algo que fosse tátil e que, portanto, pudesse ser carregado facilmente. A ideia da marca da mão, que supostamente o carrega, ganha mais significado no momento em que o objeto se torna a ponte entre o meu trabalho – ou a minha mão – e a mão do premiado que o carregará”, explica Monteiro. A cada edição, um artista é convidado para criar o troféu exclusivo.

 

Histórico

Criado na década de 1950, o Prêmio Governador do Estado para a Cultura foi um dos mais prestigiados e concorridos na época de seu lançamento, tanto pelo reconhecimento que oferecia aos artistas quanto pela quantia em dinheiro que destinava aos vencedores. Inicialmente dedicada apenas ao Teatro, a premiação oferecia, em 1957, 500 mil cruzeiros, atualmente equivalentes a R$ 150 mil.

 

Um dos primeiros vencedores foi o ator e diretor Sérgio Cardoso (1925-1972) – que dá nome a um dos teatros mais importantes da capital paulista –, ao lado de sua esposa, Nydia Licia (1926-2015). Nas décadas seguintes, o prêmio reconheceu grandes nomes do teatro brasileiro, tais como Fernanda Montenegro, Aracy Balabanian, Eliane Giardini, Juca de Oliveira e Stênio Garcia.

 

Em meados dos anos 1980, a premiação foi interrompida. Retomada pela Secretaria da Cultura do Estado em 2010, passou a agregar novas categorias – cinema, música, dança, circo, entre outras.

 

Em 2015, o poeta Paulo Bomfim foi homenageado como “Destaque Cultural” pelo conjunto de sua obra. Para conferir a lista completa dos vencedores, acesse o site www.premiogovernador.sp.gov.br.

 

Finalistas – Prêmio Governador do Estado para a Cultura (perfis dos finalistas disponível em www.premiogovernador.sp.gov.br )

 

ARTE PARA CRIANÇAS

CARLA CANDIOTTO

KATIA CANTON

KIKO MISTRORIGO E CELIA CATUNDA

PROJETO BUZUM!

SÉRIE APRENDIZ DE MAESTRO

 

ARTES VISUAIS

EDGARD DE SOUZA

ESTER GRINSPUM

EVANDRO CARLOS JARDIM

GERTY SARUÊ

LEDA CATUNDA

 

CINEMA

ANNA MUYLAERT pelo filme Que horas ela volta?

CARLOS NADER pelo filme Homem comum

CHICO TEIXEIRA pelo filme Ausência

LUIS DANTAS pelo filme Se Deus vier que venha armado

RODRIGO SIQUEIRA pelo filme Orestes

 

CIRCO

CIRCO KRONER

COLETIVO UM CAFÉ DA MANHÃ

NOITE DA ROSE

6º ENCONTRO PALHAÇOS EM TODO LUGAR – GRUPO ZIBALDONE

TEÓFANES SILVEIRA – PALHAÇO BIRIBINHA

 

DANÇA

ADRIANA GRECHI E AMAURY CACCIACARRO FILHO

CRISTIAN DUARTE

JUSSARA MILLER

KEY ZETTA E CIA

RUTH RACHOU

 

MÚSICA

ARNALDO ANTUNES

AYLTON ESCOBAR

CIDA MOREIRA

ORQUESTRA SINFÔNICA DE HELIÓPOLIS

PROVETA

 

TEATRO

CIBELE FORJAZ

JORGE VERMELHO

MARCIO AURÉLIO

NÚCLEO EXPERIMENTAL DE TEATRO

TEATRO DA VERTIGEM

 

TERRITÓRIOS CULTURAIS

COLETIVO IMARGEM

COMUNIDADE JONGO DITO RIBEIRO

FELIZS – FEIRA LITERÁRIA DA ZONA SUL

PROJETO ZLVÓRTICE

TEATRO POPULAR SOLANO TRINDADE

 

INSTITUIÇÕES CULTURAIS

INSTITUTO POMBAS URBANAS

INSTITUTO BRINCANTE

CASA DO POVO

INSTITUTO QUERÔ

COSAC NAIFY

 

    Author: Redação

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *